Meteorologia

  • 31 MARçO 2020
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

O smartphone é cada vez mais o 'banco' dos portugueses. Eis porquê

As gerações mais jovens e algumas pessoas mais velhas estão a perder o velho hábito de ir ao balcão ou às caixas multibanco e a utilizar o telemóvel para tratar dos assuntos financeiros.

O smartphone é cada vez mais o 'banco' dos portugueses. Eis porquê

A necessidade de estar constantemente em movimento e a conveniência de ter a informação sempre disponível na palma da mão criou uma ligação umbilical entre a maior parte dos jovens e os seus smartphones. 

Se no que toca às redes sociais e às aplicações a relação é conhecida, apenas agora se começa a perceber até que ponto os telemóveis estão a substituir os bancos e as caixas automáticas. 

"A adoção de dispositivos móveis para gerir dinheiro, realizar operações bancárias e efetuar pagamentos é maior do que nunca, já que 77% dos europeus e 75% dos portugueses utilizam agora os seus dispositivos móveis para acompanhar as suas finanças e realizar pagamentos diários, como contas, estacionamento e atividades de lazer", revela a Visa no mais recente estudo anual Digital Payments, cujas conclusões foram enviadas para a redação do Economia ao Minuto

O mobile banking parece estar a tornar-se a regra, com 59% dos portugueses a admitirem que usam o smartphone para verificar o saldo, fazer transferências e outras operações que anteriormente exigiam uma viagem às caixas automáticas, graças às aplicações dos bancos. 

"Os consumidores portugueses acompanham igualmente a tendência europeia ao sentirem-se cada vez mais confortáveis ao realizar transações através dos seus dispositivos móveis, em detrimento dos desktops elaptops, já que quase metade (48%) utiliza um dispositivo móvel para efetuar compras. O mesmo se verifica na transferência de dinheiro para amigos e familiares a partir de um smartphone ou tablet (45% dos europeus e 42% dos portugueses)", explica o estudo da Visa

Face ao ano passado, houve mais uma fatia de europeus a iniciar a utilização de pelo menos uma carteira digital – como por exemplo o Paypal – , um serviço que guarde os dados de cartões de crédito ou um serviço de pagamento móvel. Neste aspeto, os 63% de utilizadores entre a população europeia passaram a ser 68%. 

Sem surpresa, os millennials lideram a adoção dos pagamentos móveis e das restantes inovações digitais, com 86% das pessoas entre os 18 e os 34 anos a admitirem utilizar estes serviços. "Para além do facto dos millennials portugueses seguirem as tendências europeias, o potencial de crescimento nos próximos três anos é elevado: 94% dos Millennials portugueses esperam tornar-se utilizadores de 'Mobile Money' dentro de três anos (vs. 92% dos europeus), um crescimento expectável de 16% em três anos", complementa o estudo Digital Payments. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório