Meteorologia

  • 16 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 16º

Edição

Instabilidade política não travou investimento em dívida pública

Dados do IGCP mostram que os portugueses recorreram mais a títulos de dívida pública.

Instabilidade política não travou investimento em dívida pública

No mês de outubro, os portugueses recorreram mais a Certificados de Aforro e do Tesouro Poupança Mais, apesar da situação de instabilidade política que o país atravessa.

De acordo com o Jornal de Negócios, que acedeu ao Boletim Mensal da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), o investimento ascendeu a quase 200 milhões de euros, o que representa um crescimento de 20% em relação ao mês de setembro.

Os Certificados do Tesouro Poupança Mais foram, como habitualmente, os que mais dinheiro captaram: 178 milhões de euros. Mas foi nos certificados de aforro que se fez sentir o maior aumento.

Os portugueses investiram nestes títulos 70 milhões de euros, o que, descontados os resgates de 49 milhões, perfaz um saldo positivo de 31 milhões. O crescimento foi de 40% em relação a setembro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório