Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 25º

México tem de investir mais para atrair empresas em relocalização

Para o México aproveitar por completo a oportunidade da relocalização industrial vai exigir um investimento em infraestruturas superior a 400 mil milhões de dólares até 2032.

México tem de investir mais para atrair empresas em relocalização
Notícias ao Minuto

07:22 - 21/05/24 por Lusa

Economia SICT

Esta previsão foi feita na segunda-feira pelo subsecretário de Transportes da Secretaria de Infraestrutura, Comunicações e Transportes (SICT), Rogelio Jiménez Pons, ao divulgar estudos preliminares sobre o assunto feitos pelo governo mexicano e a consultora MacKenzie.

"Uma estimativa, diria conservadora, estima em mais de 400 mil milhões de dólares até 2032 para capturar por completo a oportunidade do 'nearshorinng'", declarou, durante uma reunião, em linha, do Colégio de Engenheiro Civis do México.

Estes cálculos assentam no aumento do consumo de água para uso industrial entre 34% e 54%, de energia em torno dos 53%, além dos investimentos previstos no sistema de transporte do país, na construção de parques industriais, bem como de habitações e zonas de serviços.

O aproveitamento do fenómeno da relocalização industrial poderia levar até ao México um investimento direto estrangeiro de até 530 mil milhões de dólares, estimou Jiménez.

Durante a sua intervenção, o governante alertou que os custos logísticos atuais do México são o dobro do dos seus sócios no Acordo de Comércio Livre da América do Norte (NAFTA, na sigla em Inglês), os EUA e o Canadá.

Lamentou, em particular, que todas as vantagens comparativas, como a localização geográfica, os custos de mão-de-obra, os recursos e o clima acabem "quando se começam a ponderar os custos logísticos".

Leia Também: SATA teme impacto de alteração no subsídio de mobilidade nos Açores

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório