Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
24º
MIN 13º MÁX 25º

País precisa de "choque de oferta" na habitação e do esforço de todos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Miguel Pinto Luz, disse hoje que é necessário um "choque de oferta" na habitação e que a resposta a este problema exige a união do esforço de todos.

País precisa de "choque de oferta" na habitação e do esforço de todos
Notícias ao Minuto

19:57 - 17/04/24 por Lusa

Economia Miguel Pinto Luz

"Precisamos de nos unir, o setor precisa de se unir num esforço pragmático", porque "todos juntos conseguimos encontrar soluções", disse Miguel Pinto Luz, numa referência aos setores públicos e privado e aos proprietários particulares.

O ministro falava na abertura do debate sobre "Políticas Públicas de Habitação: Estratégias e soluções", no âmbito dos Prémios Imobiliário, do Expresso e SIC Notícias.

Enunciando algumas das medidas que integram o programa do Governo, Miguel Pinto Luz afirmou ser necessário "um choque de oferta" porque só com "mais oferta" será possível "acudir a este flagelo" que é a dificuldade no acesso à habitação.

Salientando que o problema só se resolve de forma "congregada, de forma não dogmática, sem complexos ideológicos, onde todos possam contribuir", o ministro acrescentou que não se deve contar com este Governo para jogos de passa culpas.

"Não contem com este Governo para esse de jogo passa culpas [...] de que tudo o que foi feito no passado está mal. Não, muita coisa está bem, outra tem de ser corrigida, outra tem de ser feita de forma diferente e outra não foi feita de todo", disse.

Miguel Pinto Luz disse também que a oferta pública de habitação tem de aumentar, mas salientou que a "iniciativa privada é essencial para este choque de oferta que é absolutamente necessário".

Sobre a reversão de algumas medidas do Mais Habitação, disse que o Governo quer tratar de forma diferente o que é diferente e de forma igual o que é igual, pelo que no Alojamento Local pretende "cumprir", no "mais breve tempo possível em termos políticos", a reversão da contribuição extraordinária sobre este setor.

Leia Também: Fixação da prestação abrange 0,8% dos créditos à habitação elegíveis

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório