Meteorologia

  • 29 MAIO 2024
Tempo
27º
MIN 15º MÁX 29º

Indicador de clima económico aumentou e preços no consumidor aceleraram

Em Portugal, o PIB em termos reais registou uma variação homóloga de 2,2% no 4º trimestre de 2023.

Indicador de clima económico aumentou e preços no consumidor aceleraram
Notícias ao Minuto

11:10 - 17/04/24 por Notícias ao Minuto

Economia INE

O INE divulgou, esta quarta-feira que o indicador de clima económico aumentou e preços no consumidor aceleraram, no âmbito da Síntese Económica de Conjuntura.

Em Portugal, o PIB em termos reais registou uma variação homóloga de 2,2% no 4º trimestre de 2023 (1,9% no trimestre anterior) e uma variação em cadeia de 0,8% (diminuição de 0,2% no trimestre anterior). No conjunto do ano 2023, o PIB português aumentou 2,3% em volume, após o aumento de 6,8% em 2022, o mais elevado desde 1987.

O índice de preços na produção industrial atingiu uma variação homóloga de -4,3% em janeiro (-4,5% em dezembro), apresentando uma taxa negativa pelo décimo mês consecutivo. O agrupamento de Energia continuou a ser decisivo para a redução do índice total, com uma taxa de -9,9%. Excluindo a componente energética, este índice atingiu em janeiro uma variação homóloga de -2,8% (-2,1% em novembro e dezembro), enquanto o índice relativo aos bens de consumo registou um crescimento homólogo de 1,4% (1,8% no mês anterior). Por sua vez, a variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) acelerou para 2,3% em janeiro, taxa superior em 0,9 pontos percentuais (p.p.) à observada no mês anterior. 

Os indicadores de curto prazo, disponíveis para dezembro, revelam uma aceleração real na construção e uma diminuição na indústria e nos serviços. O indicador de clima económico, que sintetiza os saldos de respostas extremas das questões relativas aos inquéritos qualitativos às empresas, aumentou entre novembro e janeiro. Na perspetiva da despesa, o indicador de atividade económica aumentou de forma menos intensa em dezembro, tendo o indicador de consumo privado acelerado e o indicador de investimento apresentado uma diminuição em termos homólogos. 

De acordo com o Inquérito ao Emprego, no 4º trimestre de 2023, a taxa de desemprego fixou-se em 6,6%, superior em 0,5 p.p. à taxa observada no 3º trimestre e idêntica à registada no período homólogo de 2022. O número de desempregados aumentou 3,0% em termos homólogos (variação de 4,4% no 3º trimestre). A taxa de subutilização do trabalho foi de 11,6%, um aumento de 0,3 p.p. face ao valor registado no 3º trimestre, e abrangendo 636,8 mil pessoas (620,9 mil no trimestre anterior). O emprego total apresentou um crescimento homólogo de 1,6% e uma diminuição de 0,7% face ao trimestre anterior (variação homóloga de 2,2% no 3º trimestre). A população ativa cresceu 1,7% em termos homólogos. 

No conjunto do ano 2023, as remunerações médias total e regular por trabalhador aumentaram ambas 6,6% e deflacionadas pelo IPC, aumentaram 4,0% e 4,2%, respetivamente. 

Leia Também: Marshall apresentou novos auscultadores e fones sem fios. Eis os preços

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório