Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 21º

Bolsa de Lisboa fecha em alta com EDP Renováveis a subir mais de 3%

A bolsa de Lisboa terminou hoje a sessão com ganhos, tendo o índice PSI avançado 0,65% para 6.220,07 pontos, com a EDP Renováveis a subir 3,24%.

Bolsa de Lisboa fecha em alta com EDP Renováveis a subir mais de 3%
Notícias ao Minuto

17:45 - 27/02/24 por Lusa

Economia Bolsa de Lisboa

Das 16 cotadas que integram o PSI, nove terminaram em alta, seis em baixa e uma (Greenvolt) ficou inalterada.

A EDP Renováveis, que liderou as subidas, avançou para 13,38 euros, depois de ter comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que ganhou o concurso para instalar painéis solares na cobertura de 1.176 edifícios públicos em Singapura.

A Navigator subiu 2,36% para 3,73 euros, a EDP 1,85% para 3,74 euros, a Jerónimo Martins 1,37% para 22,26 euros e a Altri ganhou 1,30% para 4,53 euros.

O BCP registou uma valorização mais moderada de 0,29% para 0,27 euros, apesar de ter anunciado na segunda-feira, após o fecho do mercado, que teve lucros de 856 milhões de euros em 2023, quatro vezes mais que os 197,4 milhões de euros de 2022.

Ainda em terreno positivo, a Galp obteve uma ligeira subida de 0,07% para 14,53 euros.

A Mota-Engil liderou as descidas e caiu 2,55% para 5,35 euros, a Ibersol recuou 1,48% para 6,64 euros e a Corticeira Amorim cedeu 0,94% para 9,51 euros.

Os CTT perderam 0,54% para 3,66 euros, a Semapa recuou 0,43% para 14 euros antes de apresentar os seus resultados e a REN desceu 0,23% para 2,20 euros.

As principais bolsas europeias dividiram-se entre ganhos e perdas. Frankfurt subiu 0,76%, Milão 0,46% e Paris 0,23%, mas Madrid baixou 0,24% e Londres 0,02%.

[Notícia atualizada às 17h59]

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a cair 0,17%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório