Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 17º

Tem crédito à habitação? Apoio do Governo será alargado (veja como)

Conheça as alterações que vêm a caminho e que foram já anunciadas pelo ministro das Finanças.

Tem crédito à habitação? Apoio do Governo será alargado (veja como)
Notícias ao Minuto

08:18 - 31/07/23 por Notícias ao Minuto

Economia Crédito à habitação

O Governo vai alargar o regime de apoio à bonificação do crédito habitação a mais famílias e quer que a banca ofereça taxa fixa a quem já tem créditos, anunciou o ministro das Finanças na semana passada. Afinal, o que vai mudar? 

"A medida de bonificação de juros vai ser alargada, de modo a abranger mais famílias com dificuldades em enfrentar o aumento das taxas de juro", explicou a tutela numa publicação partilhada nas redes sociais. 

Eis o que vai acontecer:  

  • Serão apoiados os mutuários com taxa de esforço igual ou superior a 50%, com rendimentos até ao limite do 6.º escalão e cujo indexante utilizado para o cálculo da prestação seja superior a 3%;
  • A bonificação é de 75% da diferença entre o indexante atual e 3%.

Mais novidades na calha? 

O Governo anunciou ainda que está a "desenvolver uma nova medida para estabilizar os juros que as famílias pagam no crédito à habitação, permitindo-lhes maior previsibilidade na gestão dos seus orçamentos".

"O Governo está a trabalhar para facilitar a transição progressiva para taxas mistas, ou fixas, no crédito à habitação. O objetivo é dar mais tranquilidade às famílias perante a subida dos juros", pode ler-se numa outra publicação também partilhada pela tutela nas redes sociais. 

Na semana passada, questionado sobre se a medida que estava em vigor não estava a produzir efeito, Medina respondeu: "as taxas de juros estão num nível em que já são altas demais para o encargo que as famílias podem suportar, nomeadamente nos contratos mais recentes, que ainda não tinham subido o suficiente para que o mecanismo fosse eficaz".

"Um último ponto importante desta alteração que estamos a fazer é que este decreto aplica-se às situações todas a partir do início do ano de 2023", esclareceu.

Leia Também: Combustíveis ficam mais caros hoje. Veja aqui onde custam menos

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório