Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 14º

A importância da colocação do salário nas ofertas de emprego

Um artigo de opinião assinado por Rui Miranda, CEO da Teamlyzer, plataforma online de reviews de empresas na área das tecnologias da informação.

A importância da colocação do salário nas ofertas de emprego
Notícias ao Minuto

09:07 - 27/06/23 por Notícias ao Minuto

Economia Artigo de opinião

"Se é responsável pela contratação de talento para sua empresa, é importante estar ciente de como a indicação do salário nas ofertas de emprego pode influenciar a taxa de resposta dos candidatos. Entre setembro de 2022 e abril de 2023, as empresas que publicaram anúncios com salário no Teamlyzer obtiveram mais 147% de cliques nos seus anúncios do que as que não colocaram esta informação. Além disso, a tendência é de que mais empresas adotem essa prática, impulsionada também pela diretiva europeia sobre transparência salarial. É uma medida boa para quem contrata e para quem procura emprego

A tendência mundial é de que cada vez mais empresas adotem a prática de incluir o salário nas ofertas de emprego. A nível global empresas como Amazon, Microsoft ou Google já o fazem como prática corrente. Em Portugal o número também está a aumentar. 

A diretiva europeia sobre transparência salarial, que exige que as empresas com mais de 250 funcionários publiquem informações sobre a remuneração bem como sobre as oportunidades de desenvolvimento de carreira, é também um impulsionador para o crescimento desta prática. Adicionalmente, esta diretiva visa garantir a igualdade salarial entre homens e mulheres, além de melhorar a transparência e a competitividade no mercado de trabalho. 

Porque é que algumas empresas não querem colocar os salários?

Existem algumas razões para justificar a relutância em colocar os salários nos anúncios de emprego, as mais recorrentes são:

  1. Receio de perder vantagem na negociação: crença que, se revelarem o salário desde o início, podem perder a hipótese de negociar um valor mais baixo com o candidato durante o processo seletivo e assim chegar a um acordo mais vantajoso para a empresa.
  2. Competitividade: as empresas podem-se sentir relutantes em revelar salários porque temem que seus concorrentes possam usar essa informação para oferecer salários mais altos e, assim, atrair os candidatos que estes estão a tentar contratar.
  3. Estratégia de recrutamento: algumas empresas preferem discutir os detalhes de remuneração durante o processo seletivo e apenas com os candidatos que acreditam serem os melhores para a posição.

Continuar a ocultar esta informação faz parte de um mindset antiquado, pois num mundo com grande facilidade em obter informação, parece-me altamente improvável que seja possível manter os dados ocultos. Na realidade, basta aceder a um site de reviews ou fazer uma pergunta num fórum de especialidade para obter a informação sobre os salários. Mas, ainda que se acredite que é possível manter este “segredo” bem guardado, rapidamente a vantagem inicial se converte em maiores gastos, sejam eles provenientes de processos de recrutamento mais longos (triagem e entrevistas a pessoas que não têm interesse na oferta) e posteriormente dificuldade na retenção do talento. Além disso, a transparência salarial é uma ferramenta eficaz para construir a confiança e a lealdade dos funcionários, que se sentem valorizados e respeitados pela empresa.

Se está a pensar incluir o salário nas ofertas de emprego da sua empresa, é importante que o faça de maneira clara e transparente. A melhor prática é incluir o salário com um intervalo que a empresa está disposta a pagar pelo cargo, indicando o mínimo e o máximo, no entanto, é muito importante que este intervalo não seja demasiado alargado, pois corre-se o risco de ter um efeito contrário ao pretendido. Outra opção é incluir um salário base, com a possibilidade de bónus ou outros benefícios adicionais. Independentemente da escolha, é importante que a informação seja clara e precisa, para que os candidatos tenham uma noção adequada do que está a ser oferecido.

Colocar o salário nas ofertas de emprego é também um fator muito importante para atrair e reter talento. Ao publicar essa informação, os candidatos têm uma noção mais clara do que a empresa está a oferecer e podem tomar decisões mais informadas. Sem essa informação, muitos candidatos podem sentir-se desencorajados a candidatar-se, pois não sabem se o salário oferecido está de acordo com as suas expectativas. Além disso, quando os candidatos têm uma ideia clara do salário, pode-se evitar a perda de tempo em processos seletivos que não respondem às suas expectativas financeiras. 

Lembre-se que, normalmente, a principal preocupação de alguém que procura um novo emprego é o salário, logo se este tiver disponível, todos ganham tempo."

Leia Também: Biden e Meloni conversaran ao telefone sobre acontecimentos na Rússia

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório