Meteorologia

  • 08 AGOSTO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 27º

Diploma publicado. Comparticipação de testes à Covid-19 continua em julho

No despacho, o Governo diz que "importa assegurar a manutenção da vigência do regime excecional" de comparticipação dos testes rápidos, ainda que a "evolução da situação epidemiológica tenha evidenciado alguma estabilização". 

Diploma publicado. Comparticipação de testes à Covid-19 continua em julho
Notícias ao Minuto

09:23 - 04/07/22 por Notícias ao Minuto

Economia Covid-19

Os testes rápidos à Covid-19 continuam a ser comparticipados este mês, tal como tinha sido já anunciado pelo Governo na semana passada. A portaria, publicada esta segunda-feira em Diário da República, produz efeitos até ao dia 31 de julho. 

"A presente portaria entra em vigor no dia 1 de julho de 2022 e vigora até ao dia 31 de julho de 2022, sem prejuízo da sua eventual prorrogação", pode ler-se no documento, assinado pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales. 

No despacho, o Governo diz que "importa assegurar a manutenção da vigência do regime excecional" de comparticipação dos testes rápidos, ainda que a "evolução da situação epidemiológica tenha evidenciado alguma estabilização". 

Segundo a anterior portaria, o preço máximo para efeitos de comparticipação é de 10 euros.

No âmbito deste regime, os testes rápidos de antigénio à covid-19 estão disponíveis em 1.502 farmácias e 718 laboratórios do país, segundo dados da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed).

Há ainda 148 estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde onde estes testes podem ser realizados gratuitamente.

Leia Também: De castanho para azul. Estampilha dos maços de tabaco mudará de cor

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório