Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Comitiva de 34 empresas portuguesas na feira italiana de calçado

Uma comitiva de 34 empresas portuguesas participa, de domingo a terça-feira, na 92.ª edição da feira de calçado MICAM, em Milão, Itália, num dos "regressos mais esperados" após um ano sem edições presenciais, avança a associação setorial.

Comitiva de 34 empresas portuguesas na feira italiana de calçado
Notícias ao Minuto

09:26 - 18/09/21 por Lusa

Economia Calçado

"É um dos regressos mais esperados", admite a Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS) em comunicado.

Depois de um ano sem edições presenciais, devido às restrições impostas pela pandemia de covid-19, Milão volta a ser "o epicentro da indústria de calçado", com a Fiera Milano a receber novamente aquela que é considerada a maior feira de calçado do mundo.

O presidente da APICCAPS, Luís Onofre, destaca que "a MICAM é a principal feira do setor e é muito relevante para as empresas nacionais, uma vez que reúne os maiores 'players' do setor a nível mundial", pelo que "a presença portuguesa "é da maior importância para retomar os negócios".

A participação nacional na MICAM insere-se na estratégia promocional definida pela APICCAPS e pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), com o apoio do Programa Compete 2020, e visa consolidar a posição relativa do calçado português nos mercados externos, para onde o setor exporta mais de 95% da sua produção.

Nesta edição da feira, o Governo português far-se-á representar, no domingo, através do secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves.

A APICCAPS aponta a abertura de mais um pavilhão de exposições como "uma das boas notícias" para esta edição da MICAM: "Face ao aumento do número de inscrições, a organização da maior feira de calçado do mundo decidiu abrir o Hall 6, além dos Halls 1 a 4 inicialmente previstos. Esta é uma notícia relevante dado o número de empresas nacionais que habitualmente expõe neste pavilhão", sustenta.

Citado no comunicado, o responsável máximo da MICAM congratula-se com a possibilidade de "finalmente voltar ao formato tradicional da feira".

"As nossas empresas precisam de se encontrar com os 'players' pessoalmente e restabelecer os relacionamentos. Trabalhamos incessantemente para garantir todas as ferramentas necessárias para o relançamento da indústria", salienta Siro Badon.

Nesta edição, a MICAM estará, uma vez mais, alinhada com um conjunto de outros eventos da indústria da moda, de forma a reunir os principais certames na mesma semana. Em conjunto, estes eventos serão responsáveis pela presença de mais de 1.600 expositores.

Entre as "muitas novidades" desta edição da feira, em que as empresas apresentam as coleções para a próxima primavera/verão 2020, está o projeto 'Emerging Designers', que irá receber 12 jovens 'designers' internacionais.

Além disso, estão previstas duas novas áreas: o 'MICAM Start-up Boot Camp' e o 'Italian Artisan Heroes'. O primeiro espaço apresentará as principais 'start-ups' do setor, com "maior capacidade criativa", enquanto a área dedicada aos artesãos apresentará "as melhores empresas italianas dedicadas à produção para outras marcas".

Segundo a organização, "os sonhos e a esperança" são o mote desta edição da feira: "Numa altura em que existe um desejo avassalador de recomeçar e de sonhar, escolhemos um dos contos de fadas mais famosos do mundo, pela mensagem de esperança que contém", explica Siro Badon.

Neste sentido, a campanha de comunicação da feira é inspirada nos contos de fadas, sendo o protagonista desta edição o icónico 'sapatinho de cristal', que acompanhará as próximas três edições da mostra.

Entre os dias 22 a 24 de setembro é a vez da Fiera Milano acolher a feira de componentes para calçado Lineapelle, que apresentará as tendências para o inverno 2022/2023 e na qual estão, até ao momento, registados mais de 600 expositores de 18 países, um número que organização da feira considera como "um sinal de esperança no retorno dos eventos físicos".

A comitiva portuguesa no evento contará com cerca de duas dezenas de empresas dos setores de componentes para calçado e curtumes, com o apoio da Associação Portuguesa dos Industriais de Curtumes (APIC).

Leia Também: Calçado português com 272 novas marcas, quase todas exportadoras

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório