Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2022
Tempo
25º
MIN 12º MÁX 27º

Tencent vai doar mais de 6,6 mil milhões para impulsionar metas sociais

O grupo chinês Tencent anunciou hoje que vai doar o equivalente a 6.594 milhões de euros à causa da "prosperidade comum", delineada como objetivo fundamental do desenvolvimento da China pelo Presidente do país.

Tencent vai doar mais de 6,6 mil milhões para impulsionar metas sociais
Notícias ao Minuto

11:28 - 19/08/21 por Lusa

Economia Tencent

Em nota divulgada através da sua conta oficial na rede social Weibo - o equivalente chinês ao Twitter -, a Tencent garantiu que, como uma "empresa chinesa de tecnologia abençoada pelas reformas económicas" do país, sempre considerou como podia servir melhor o desenvolvimento social.

A empresa já tinha prometido doar o mesmo valor, em abril, para promover a "inovação sustentável de valor social".

O documento do grupo observou que a decisão foi tomada depois de o Presidente chinês, Xi Jinping, apontar a "prosperidade comum" como um "objetivo fundamental", durante uma reunião do Comité Central para as Finanças e Economia do Partido Comunista da China (PCC).

O Comité publicou um documento no qual fala da "necessidade" de "regular os vencimentos muito altos" e de "incentivar as pessoas e as empresas" a "devolverem mais à sociedade".

Segundo um estudo publicado pela imprensa estatal, os dois setores com os maiores salários médios na China foram, em 2020, a informática e programação e, em segundo lugar, as finanças; setores que compõem praticamente todas as receitas da Tencent.

Este ano, as ações do grupo perderam mais de 40% do valor desde o pico - no final de janeiro - devido à campanha regulatória lançada pelo Governo chinês, que afetou negócios chave do grupo.

Isto não impediu que, no primeiro semestre de 2021, a Tencent faturasse mais 23% do que no mesmo período do ano passado e que o seu lucro líquido subisse 46%, para 90.354 milhões de yuans (11.896 milhões de euros).

O presidente da Tencent, Martin Lau, disse que a empresa vai "aceitar totalmente o novo ambiente" e cumprir com as regulações, referindo prever que haverá "mais regulações" no futuro para o setor digital.

"É algo de se esperar porque as regulações têm sido bastante frouxas num setor como a Internet, considerando o seu tamanho e importância", notou.

Leia Também: Apple baniu gravação de quatro números nos seus produtos na China

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório