Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Telecomunicações. Ofertas só com um produto são "escassas" e "caras"

A conclusão é de uma análise da ANACOM.

Telecomunicações. Ofertas só com um produto são "escassas" e "caras"

As ofertas de telecomunicações apenas com um produto (1P) são "escassas, mais caras e de menor qualidade do que as ofertas de serviços em pacotes", conclui a Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), num relatório publicado esta segunda-feira. 

"Em Portugal, as ofertas isoladas de serviços, ou ofertas single play (1P) [por exemplo, só com Internet ou telefone], são relativamente escassas, comparando com as ofertas em pacote e também, nalguns casos, no quadro internacional. Nem todos os operadores disponibilizam um leque completo de soluções 1P para todos os serviços fixos considerados individualmente. As mensalidades mínimas destas ofertas são, em geral, mais caras quando comparadas com as ofertas em pacote e a sua qualidade tem evoluído menos", adianta a ANACOM

Segundo a análise, a diferença entre a mensalidade mínima das ofertas 1P e em pacote em 2020 era quase sempre superior a 10 euros, valor que duplicava, para 20 euros, no caso das ofertas 4P e 5P.

Além disso, o regulador constatou que a diferença tem vindo a reduzir-se nas ofertas 3P e a aumentar no caso das ofertas de 4P/5P, que são os pacotes de serviços mais caros.

Nos últimos cinco anos, a velocidade média das ofertas em pacote aumentou cerca de 112%, enquanto a velocidade média das ofertas 1P aumentou apenas cerca de 11%.

Leia Também: 5G: Leilão atinge 61 dias com propostas a somarem 276,8 milhões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório