Meteorologia

  • 16 ABRIL 2021
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Primeira emissão de dívida do ano foi "executada com elevado sucesso"

O Ministério das Finanças considerou hoje que a primeira emissão de dívida do ano, que arrecadou 1.250 milhões de euros, com juros negativos em 500 milhões desse montante, "foi executada com elevado sucesso".

Primeira emissão de dívida do ano foi "executada com elevado sucesso"
Notícias ao Minuto

14:06 - 13/01/21 por Lusa

Economia Finanças

"A primeira emissão de obrigações do tesouro deste ano foi executada com elevado sucesso, mantendo uma perspetiva de regularidade na colocação de dívida em mercado primário e proporcionando liquidez à curva de dívida pública da República", pode ler-se num comentário das Finanças enviado à Lusa.

De acordo com o gabinete do ministro João Leão, "o sucesso do leilão de hoje vem comprovar o trabalho e a estratégia que Portugal tem conseguido executar no atual contexto e também aproveitar a atuação do Banco Central Europeu", com os juros baixos e prazos longos a permitirem "assumir menos encargos com a dívida e um alongamento das amortizações futuras de dívida".

Portugal colocou hoje 1.250 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro (OT) a cerca de 10 e 15 anos, a juros negativos no prazo mais curto.

Segundo a página do IGCP, que gere a dívida pública, na agência Bloomberg, foram colocados 500 milhões de euros em OT com maturidade em 18 de outubro de 2030 (cerca de 10 anos) à taxa de juro de -0,012%.

A procura cifrou-se em 1.511 milhões de euros, 3,02 vezes o montante colocado.

Com maturidade em 12 de outubro de 2035 (cerca de 15 anos), Portugal colocou hoje 750 milhões de euros à taxa de juro de 0,319% e a procura atingiu 1.911 milhões de euros, 2,55 vezes o montante colocado.

Foi a primeira vez que foi emitida dívida com juros negativos a 10 anos, de acordo com o Ministério das Finanças.

"As taxas hoje conseguidas comparam com as obtidas na última colocação efetuada para cada um desses prazos de 0,329% e 0,928%, respetivamente, e contribuirão positivamente para a estratégia de alongamento da maturidade média da dívida pública, bem como para a redução do custo médio de financiamento", salientam as Finanças hoje em comunicado.

Durante o ano de 2020, as obrigações do tesouro emitidas "tiveram uma maturidade média aproximada de 10 anos e custo médio de cerca de 0,6%", lembrou ainda o Governo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório