Meteorologia

  • 25 NOVEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Trabalhadores da ISS protestam em dezembro contra despedimento coletivo

Os trabalhadores da ISS Facility Services, que limpam os aviões da TAP no aeroporto de Lisboa, vão manifestar-se em 09 de dezembro contra o despedimento coletivo de 116 deles, cujo processo de discussão terminou hoje.

Trabalhadores da ISS protestam em dezembro contra despedimento coletivo
Notícias ao Minuto

20:33 - 20/11/20 por Lusa

Economia ISS Facility Services

"Este despedimento é inaceitável e os trabalhadores vão protestar contra ele no aeroporto de Lisboa para chamar a atenção para a injustiça de que estão a ser vítimas", disse a coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores de Atividades Diversas (STAD), Vivalda Silva, à agência Lusa.

A multinacional dinamarquesa ISS Facility Services notificou no início de outubro 116 trabalhadores que asseguram a limpeza dos aviões da TAP em Lisboa de que iriam ser despedidos.

Desde então realizaram-se quatro reuniões entre a empresa e a comissão representativa dos trabalhadores, com o objetivo de evitar o despedimento ou reduzi-lo, o que não foi conseguido.

Segundo Vivalda Silva, a empresa não aceitou qualquer proposta para minimizar o prejuízo dos trabalhadores e mesmo em relação às indemnizações a pagar não houve entendimento.

A sindicalista explicou que a ISS pretende apenas contabilizar os salários base para o cálculo das indemnizações, que maioritariamente são de 640 euros, deixando de fora os subsídios de turno que variam entre os 200 e os 400 euros.

"Para alguns trabalhadores pode significar menos 5.000 euros e, por isso, aconselhamos a que não aceitem e impugnem o despedimento", disse Vivalda Silva.

A ação de protesto de 09 de dezembro vai ocorrer no aeroporto de Lisboa e conta com a participação dos trabalhadores da Securitas que ali desempenhavam funções e que também estão a ser alvo de despedimento coletivo.

As duas empresas usufruíram de apoios do Estado porque tiveram os trabalhadores em 'lay-off' simplificado durante quatro meses, devido aos constrangimentos económicos causados pela pandemia de covid-19.

Leia Também: TAP está a garantir "parcerias e meios necessários" para trazer vacina

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório