Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2020
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

EDPR vende participação em projeto eólico em Espanha à Finerg

A EDP Renováveis (EDPR) chegou a acordo para a venda da totalidade da sua participação acionista e empréstimos de um portfólio eólico 'onshore' (em terra) operacional, em Espanha, ao grupo Finerge por 426 milhões de euros, foi comunicado ao mercado.

EDPR vende participação em projeto eólico em Espanha à Finerg
Notícias ao Minuto

17:56 - 10/08/20 por Lusa

Economia CMVM

"A EDP Renováveis, S.A. ("EDPR") alcançou um acordo de compra e venda com o grupo Finerge, uma das maiores produtoras de energias renováveis em Portugal, para a venda da totalidade da sua participação acionista e empréstimos acionistas de um portfólio eólico 'onshore' operacional com 242 MW [megawatts] de capacidade instalada, por um valor total de aproximadamente 426 milhões de euros (sujeito às condições habituais de conclusão destas operações)", lê-se em comunicado divulgado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Esta operação abrange sete parques eólicos em operação em Espanha, nomeadamente, nas regiões de Ávila e Catalunha, sendo que a totalidade do portfólio "apresenta uma vida média em operação de nove anos".

De acordo com a informação enviada à CMVM, o valor de mercado ('enterprise value') da transação está situado em 507 milhões de euros.

A conclusão desta operação está prevista para o quarto trimestre deste ano.

A empresa agora liderada por Rui Teixeira -- depois de Manso Neto ter siso suspenso de funções no âmbito do 'caso EDP' -, precisou ainda que, com esta transação, já executou mais de 40% do objetivo de quatro mil milhões de euros de rotação de ativos para o período 2019-2022.

"Este acordo é um grande marco para nós, pois não só mostra que somos capazes de gerar valor através do desenvolvimento e gestão de projetos, mas também que o mercado reconhece a qualidade dos nossos ativos", afirmou Rui Teixeira, numa nota enviada às redações.

O presidente executivo interino da EDPR notou ainda que esta operação permite dar continuidade ao plano de negócios, graças à estratégia de rotação de ativos que permite rentabilizar os parques da empresa "antes de chegarem ao fim da sua vida útil, sempre com o objetivo de acelerar o investimento e, por isso, o crescimento".

Por sua vez, o presidente executivo da Finerge vincou que esta aquisição "é muito importante" e garante "um lugar de destaque" na produção eólica em Espanha.

"No atual contexto é importante que as empresas continuem a investir. Desse ponto de vista esta aquisição é uma prova de confiança no futuro desse setor", considerou Pedro Norton, também em comunicado, acrescentando que o objetivo passa por "continuar a fazer investimentos que aportem valor à empresa e aos seus acionistas".

Na sessão de hoje da bolsa, as ações da EDPR ficaram inalteradas nos 14 euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório