Meteorologia

  • 25 MAIO 2020
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 30º

Edição

Sindicato dos quadros bancários exige remuneração nas férias escolares

O Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) defendeu hoje o direito a faltas justificadas e remuneração dos trabalhadores nas férias escolares da Páscoa, tendo enviado uma carta com essa exigência ao Ministério da Trabalho, informou em comunicado.

Sindicato dos quadros bancários exige remuneração nas férias escolares
Notícias ao Minuto

13:39 - 26/03/20 por Lusa

Economia Covid-19

Segundo o sindicato, nas férias escolares entre 30 de março e 10 de abril, "o Governo não pode fazer de conta que será um período de férias escolares igual ao de anos anteriores", isto quando, perante o período de exceção devido ao surto de covid-19, são também suspensas as atividades não letivas e a Direção Geral da Saúde não recomenda que os avós cuidem das crianças, pelo que os pais terão "inevitavelmente de continuar a assegurar o acompanhamento e a assistência dos seus filhos".

Perante tal situação, o SNQTB quer que a legislação garanta os direitos dos trabalhadores que cuidam dos filhos.

"É fundamental que esta questão não fique entregue a dúvidas legais ou a interpretações jurídicas díspares. É imprescindível que exista segurança jurídica e que os trabalhadores continuem laboralmente seguros, num período de particular exigência para toda a comunidade. A resposta não poderá ser remetida para as relações entre empregadores e trabalhadores", disse o presidente do SNQTB, Paulo Marcos, na carta enviada à ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, citada em comunicado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais 480 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 22.000.

Em Portugal, já foram registadas 60 mortes e 2.544 infeções, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras, entre os quais Portugal, o que implica a paralisação de grande parte da atividade económica com efeitos severos no rendimento das famílias e das empresas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório