Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2020
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Ikea encerra metade das suas 30 lojas na China após surto de coronavírus

A empresa sueca é a última a anunciar que vai fechar temporariamente as suas lojas no país.

Ikea encerra metade das suas 30 lojas na China após surto de coronavírus

A Ikea anunciou esta quarta-feira que vai encerrar cerca de metade das suas 30 lojas na China continental, por tempo indeterminado, para ajudar a evitar a propagação do coronavírus.

"A saúde e segurança dos nossos consumidores e funcionários são sempre prioridades para a Ikea. Como resposta ao apelo do governo chinês para um controlo eficaz da doença, a Ikea Retail China vai fechar temporariamente metade das lojas na China continental por tempo indeterminado, a partir de 29 de janeiro", lê-se numa nota, emitida pelo Ingka Group, citada pela Reuters.

"A decisão foi tomada após uma avaliação e consideração cuidadosas da situação endémica (...) os funcionários impactados pela decisão devem ficar em casa até novo aviso com licença paga", acrescentam.

A dona da retalhista sueca de mobiliário e decoração foi a mais recente empresa a anunciar o encerramento de lojas no país. Já outras cadeias globais incluindo o Starbucks ou a empresa que detém a Louis Vuitton e a Christian Dior, a LVMH, tinham tomado as mesmas precauções como resposta ao surto.

Recorde-se que nas últimas 24 horas, 26 pessoas morreram na China, o que elevou o número de vítimas mortais para 132 e o número de casos confirmados subiu para 5.974 - um aumento de 1.459 em relação a terça-feira. Estes números significam que o novo vírus tem agora mais infetados do que a epidemia da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) que infetou 5.327 pessoas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório