Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

PSI20 contraria Europa e inicia semana no verde

O PSI20, índice principal da bolsa de Lisboa, contrariou a tendência europeia e fechou a sessão de hoje a subir 0,45%, a quinta sessão consecutiva de ganhos, com a Galp Energia a valorizar-se mais de 3%.

PSI20 contraria Europa e inicia semana no verde

Das 18 empresas cotadas no índice bolsista, nove valorizaram-se, duas ficaram inalteradas e sete desvalorizaram-se, com a Galp Energia, no topo das subidas, a ganhar 3,27% para 13,60 euros e a Sonae Capital, no topo das perdas, a descer 2,00% para 0,64 euros.

A bolsa de Lisboa contrariou a tendência das restantes praças europeias, já que a bolsa de Londres perdeu 0,63%, a de Frankfurt 0,71%, as de Paris e Madrid 0,94% e a de Milão 0,96%.

No total, o PSI20 alcançou os 5.071,60 pontos, guiado pelas subidas da Galp Energia e também dos CTT (2,19% para 2,24 euros), da Semapa (1,92% para 12,72 euros) e da Pharol (1,72% para 0,12 euros).

Abaixo de 1%, o PSI20 registou subidas de EDP (0,64% para 3,44 euros), Navigator (0,49% para 3,31 euros), Altri (0,40% para 6,20 euros), BCP (0,28% para 0,21 euros) e NOS (0,10% para 5,12 euros).

As cotadas que ficaram inalteradas na sessão de hoje foram a REN (2,52 euros) e a Ibersol (8,22 euros).

Nas desvalorizações, além da Sonae Capital, houve descidas da Corticeira Amorim (0,99% para 10,02 euros), Mota-Engil (0,94% para 2,12 euros), EDP Renováveis (0,70% para 9,93 euros) e Ramada (0,64% para 6,18 euros).

As menores descidas foram as da Jerónimo Martins (0,47% para 15,72 euros) e Sonae SGPS (0,17% para 0,90 euros).

As bolsas europeias e de Nova Iorque foram arrastadas para o 'vermelho' devido aos acontecimentos na Arábia Saudita, onde uma plataforma petrolífera da Saudi Aramco, empresa estatal de petróleos do país, foi bombardeada por drones.

"Os ataque de drones às instalações petrolíferas sauditas este fim de semana marcaram um grande revés em termos de cenário geopolítico global", disse hoje à agência de notícias financeiras Bloomberg o economista-chefe do DBS Bank, Taimur Baig, adiantando que "pode ajudar algumas empresas exportadoras de petróleo, mas há um impacto negativo para as ações no curto prazo devido ao risco global".

O preço do barril de petróleo chegou cotar-se em alta de 19% na sessão de hoje do mercado de futuros, o que não se via desde 1988 numa sessão.

A plataforma atingida produzia cerca de 5,7 milhões de barris de petróleo diário, o que segundo os analistas teve um impacto de 5% na oferta mundial.

Os mercados aguardam também a possível descida nas taxas de juro por parte da Reserva Federal norte-americana, que inicia a sua reunião mensal na terça-feira.

[Notícia em atualização]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório