Meteorologia

  • 17 JUNHO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

Zona euro: Orçamento responderá a "prioridades identificadas em conjunto"

Depois de uma reunião que durou 15 horas, os ministros das Finanças da zona euro chegaram a um acordo que visa incentivar reformas para aumentar a competitividade nos 19 países que adotaram a moeda única.

Zona euro: Orçamento responderá a "prioridades identificadas em conjunto"

Os ministros das Finanças da zona euro chegaram a um acordo, esta sexta-feira, para um orçamento que vem responder às prioridades identificadas em conjunto, disse o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno. 

Os ministros das Finanças dos vários países da zona euro estiveram reunidos durante 15 horas, sendo que ao fim desse período foi possível definir, em traços gerais, o acordo que será apresentado na cimeira do euro, a 21 de junho. 

No final do encontro, Mário Centeno adiantou que "o Eurogrupo concordou que o instrumento orçamental para a zona euro irá financiar reformas estruturais e investimentos públicos através de pacotes coerentes, que reflitam as prioridades que identificamos em conjunto", pode ler-se numa publicação divulgada na sua página oficial do Twitter.

A criação de um instrumento orçamental próprio para a zona euro foi um projeto do Presidente francês, Emmanuel Macron. No entanto, o compromisso final reduz consideravelmente as ambições iniciais, devido ao ceticismo dos países do Norte da Europa, liderados pela Holanda.

Denominado "Instrumento Orçamental para a Convergência e a Competitividade", o orçamento para a zona euro visa incentivar reformas para aumentar a competitividade nos 19 países que adotaram a moeda única.

Em dezembro de 2018, o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, recebeu um mandato dos chefes de Estado e de Governo da zona euro para trabalhar numa proposta de uma capacidade orçamental própria para a competitividade e convergência na zona euro.

Itália tem de cumprir as regras

Também no Twitter, o presidente do Eurogrupo disse aceitar as recomendações da Comissão Europeia a Itália, defendendo que o país deve "adotar as medidas necessárias" de forma a cumprir as "regras orçamentais" da zona euro, pode ler-se. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório