Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

Foi este o valor que o Estado arrecadou no ano passado com o ISP

Em 2018 as receitas fiscais provenientes do ISP atingiram os 3.548,9 milhões de euros, mais 1,5% do que no ano anterior. O INE justifica o aumento com o crescimento do consumo.

Foi este o valor que o Estado arrecadou no ano passado com o ISP

Apesar da forte descida que os preços dos combustíveis registaram no arranque desta semana, ainda continuam em níveis mais elevados do que no final de 2018. Nesse mesmo ano, o Estado arrecadou 3.548,9 milhões de euros com o Imposto Sobre produtos Petrolíferos (ISP), de acordo com os dados do INE.

Ora, este valor representa um aumento face ao valor registado no ano de 2017, já que nesse ano o total das receitas com este imposto tinha ascendido aos 3.497,5 milhões de euros.

"O imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos (ISP) representou 11,4% dos impostos indiretos em 2018, registando um crescimento de 1,5% (+52 milhões de euros)", refere a agência de estatísticas. 

E justifica o aumento com o crescimento do consumo de combustíveis: "Esta evolução é explicada sobretudo pelo consumo de combustíveis, tendo-se verificado um aumento do consumo de gasóleo em 1,2%, enquanto o consumo de gasolinas decresceu 0,4%, de acordo com a informação da Direção Geral de Energia e Geologia", pode ler-se. 

Estes números, sublinhe-se, são anteriores à entrada em vigor da descida do ISP no caso da gasolina, que entrou em vigor só no início deste ano. O Governo anunciou a descida deste imposto no caso da gasolina - no gasóleo manteve-se - na apresentação do Orçamento do Estado para 2019

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório