Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 24º

Edição

Economia norte-americana dá sinais de desaceleração em abril

A economia norte-americana deu sinais de abrandamento em abril, com uma descida inesperada das vendas a retalho e da produção industrial, de acordo com dados divulgados hoje.

Economia norte-americana dá sinais de desaceleração em abril
Notícias ao Minuto

16:32 - 15/05/19 por Lusa

Economia EUA

Numa altura em que o presidente Donald Trump se envolveu numa nova disputa comercial com Pequim, o índice das vendas a retalho registou um recuo de 0,2% em abril face ao mês anterior, anunciou hoje o Departamento do Comércio.

Vários setores registaram uma descida de vendas, dos produtos de jardinagem aos de saúde, passando pela eletrónica e sobretudo pelo setor automóvel, que registou uma queda de 1,1%, sendo um dos mais importantes da economia norte-americana.

As vendas a retalho dão uma primeira ideia dos gastos dos consumidores, que são considerados o motor do crescimento económico dos Estados Unidos.

No mês passado, a produção industrial nos Estados Unidos recuou de novo (0,5%), segundo números da Reserva Federal. Na produção do setor automóvel (veículos e peças) a descida foi de 2,6%.

A produção industrial relativa ao primeiro trimestre também foi revista em forte baixa para um valor negativo de 1,9%, em vez da descida de 0,3% calculada inicialmente.

As previsões dos analistas para 2019 antecipam um abrandamento do crescimento económico norte-americano, uma vez que as medidas adotadas pela administração Trump para estimular a atividade se estão a dissipar.

A tensão comercial entre os Estados Unidos e os seus principais parceiros comerciais pode acentuar essa desaceleração.

Hoje também foram divulgados indicadores relativos à China, onde as vendas a retalho cresceram em abril ao ritmo mais lento dos últimos 16 anos, enquanto a produção industrial e o investimento em ativos fixos ficaram aquém das expectativas, refletindo o abrandamento na economia chinesa.

O principal indicador do consumo privado subiu 7,2%, segundo dados divulgados pelo Gabinete Nacional de Estatísticas chinês (GNE), o ritmo mais lento desde 2003.

A produção industrial cresceu 5,4%, abaixo do previsto pelos analistas, que apontavam para uma subida de 6,5%.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório