Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2019
Tempo
14º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Trabalhadores de armazéns Sonae terminam greve parcial

Os trabalhadores dos armazéns da Sonae da Azambuja e da Maia terminaram hoje uma greve parcial de cinco dias em defesa de melhores salários e carreiras, com a perspetiva de continuar a negociação com a associação patronal no dia 14.

Trabalhadores de armazéns Sonae terminam greve parcial
Notícias ao Minuto

18:14 - 01/03/19 por Lusa

Economia CESP

Ricardo Mendes, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e serviços de Portugal (CESP), disse à agência Lusa que a greve "teve uma forte adesão dos trabalhadores, mas ainda não é possível fazer um balanço exato".

Na Logística de Azambuja a paralisação decorreu entre as 9h00 e as 10h00 de segunda e terça-feira, entre a 1h00 e as 2h00 e as 9h00 e as 10h00 de quarta, quinta e sexta-feira.

Na Logística da Maia, a greve foi sempre de duas horas por turno, nos mesmos dias da semana.

Os trabalhadores de Azambuja optaram por se juntar ao piquete de greve junto às instalações, durante a manhã, para manifestar o seu descontentamento.

"Ainda não temos dados para falar em percentagens de adesão à greve, porque há sempre pessoal de folga, mas sabemos que tivemos cerca de 200 trabalhadores no piquete de greve, o que foi muito significativo", disse Ricardo Mendes.

O sindicalista lembrou que as negociações com a associação empresarial do setor se arrastam desde 2016, sem resultados significativos, mas manifestou esperança de que possa haver alguma evolução na negociação do contrato coletivo na reunião que está marcada para dia 14 de março.

O CESP acusou a Sonae de não responder às reivindicações dos trabalhadores, que se queixam dos baixos salários, discriminações salariais e injustiças nas carreiras profissionais, de desrespeito pelos seus direitos e de "ritmos de trabalho desumanos".

Com esta greve, os trabalhadores pretendem o aumento dos salários para todos, a valorização da carreira profissional de operador de armazém, a integração nos quadros da empresa dos trabalhadores com vínculo precário e a manutenção do direito à pausa a meio de um dos períodos de trabalho.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório