Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 25º

Gyokeres abre, Paulinho fecha. Sporting cumpre e já só pensa no Jamor

Campeões nacionais bateram o Desportivo de Chaves por 3-0 na festa do título em Alvalade.

Gyokeres abre, Paulinho fecha. Sporting cumpre e já só pensa no Jamor
Notícias ao Minuto

20:01 - 18/05/24 por Miguel Simões

Desporto I Liga

O campeão Sporting encerrou a I Liga com um sólido triunfo frente ao já despromovido Desportivo de Chaves (3-0), este sábado, alcançando a meta dos 90 pontos. O dia foi de muita festa em Alvalade, mas também de despedidas, face às saídas de Luís Neto e Antonio Adán no final da época.

Com um novo equipamento em campo, Viktor Gyokeres tratou de deixar os leões a vencer por dois golos ao intervalo, com um bis apontado aos 23 e aos 37 minutos, sendo que ainda rubricou um hattrick, que acabaria por ser anulado com recurso ao VAR.

Os flavienses foram para o intervalo em inferioridade numérica, fruto do vermelho direto mostrado a Junior Pius (45+4'), acabando por ver Paulinho chegar ao 3-0 final aos 55 minutos, ainda antes de Rúben Amorim estrear Francisco Silva na baliza - que se juntou a Diogo Pinto no leque de novos campeões nacionais.

Com o sonho da dobradinha no horizonte, os leões já só pensam na final da Taça de Portugal, no Jamor, diante do FC Porto, no próximo dia 26 de maio.

VAR para aqui, VAR para ali...

Num jogo em que Rúben Amorim apresentou precisamente o onze que tinha anunciado na conferência de imprensa desta sexta-feira, os leões entraram com algumas dificuldade, face às investidas ofensivas dos transmontanos, mas nem por isso deixaram de ir para o intervalo com um resultado tranquilo.

Aos 13 minutos, Francisco Trincão deixou dois adversários para trás na grande área contrária e a queda após o 'show' até levou Manuel Oliveira a apontar para a marca de grande penalidade. Contudo, fruto do alerta do videoárbitro, o experiente árbitro português acabou por anular a decisão inicial, entendendo que o toque de Vasco Fernandes teria sido insuficiente para a falta sobre o avançado ex-Barcelona.

Acontece que o que o VAR tira, o VAR dá. Em cima do minuto 20, Guima esticou ligeiramente o braço e impediu que um cruzamento seguisse para o centro da área, motivando nova corrida de Manuel Oliveira em direção à cabine das imagens. Desta vez, houve direito a castigo máximo e, apesar dos intensos pedidos vindos das bancadas para que fosse Luís Neto a tentar a sua sorte no jogo da despedida, foi Viktor Gyokeres a abrir o ativo aos 23 minutos.

Francisco Trincão e Luís Neto estiveram perto de ampliar a vantagem, mas essa função acabaria por ficar destinada ao avançado sueco. Aos 37 minutos, após assistência de Ricardo Esgaio, Gyokeres fez tudo bem no interior da grande área e voltou a deixar o público de Alvalade em estado de total euforia.

Seguiu-se uma reta final de primeiro tempo bastante atribulada, com um golo anulado e uma expulsão. No primeiro dos quatro minutos de compensação, o melhor marcador do campeonato voltou a fazer das suas e apontou o hattrick, porém, o lance seria invalidado com recurso ao VAR por falta de Sebastián Coates no início da jogada. Curiosamente, na sequência dessa decisão, enquanto se aguardava a cobrança da falta, Junior Pius deu uma cotovelada a Morten Hjulmand e rapidamente viu o cartão vermelho, à beira do intervalo.

Golaço, despedidas, estreias... e foguetes

No regresso dos balneários, Moreno Teixeira promoveu uma tripla alteração do lado do Desportivo de Chaves, enquanto Rúben Amorim retirou Hjulmand de campo para lançar Paulinho que, imagine-se, ficou responsável por chegar ao terceiro, com um golaço apontado aos 55 minutos, após passe de Nuno Santos.

Enquanto Alvalade cantava "Se o Paulinho mostra os dentes, eles até caem", eis que se seguiu uma das maiores ovações da tarde, com a despedida emocionante de Luís Neto, ao dar lugar a St. Juste, recebendo milhares de... vénias. Mais tarde vieram os foguetes, com um ambiente apoteótico em Alvalade.

Até ao apito final, ainda houve espaço para algumas oportunidades junto das duas balizas e, sobretudo, para a estreia de Francisco Silva para render Diogo Pinto, tratando-se dos mais recentes jogadores a inscrever o seu nome na lista de campeões nacionais, face às lesões de Franco Israel e Adán.

Com este resultado, o Sporting termina o campeonato com 90 pontos, mais 10 por comparação ao rival Benfica, enquanto o Desportivo de Chaves não evitou a última posição, com 23, caindo para a II Liga. O campeonato terminou para os leões, mas a época não, dado que no próximo dia 26 de maio, o Estádio Nacional do Jamor acolherá o Clássico entre FC Porto e Sporting, na disputa da Taça de Portugal, com a dobradinha no horizonte para os novos campeões nacionais.

[Notícia atualizada às 20h06]

Leia Também: O que foi isto, Paulinho? Golaço deixou Alvalade a gritar "eles até caem"

Leia Também: Pius desentendeu-se com Hjulmand, fez o que não devia e acabou expulso

Leia Também: Até parece fácil. Gyokeres recebe, roda e duplica a vantagem do Sporting

Leia Também: VAR interveio e Manuel Oliveira anulou este penálti para o Sporting

Leia Também: Alvalade pede Luís Neto, mas Gyokeres faz 'orelhas moucas' e marca

Leia Também: Sporting despede-se de Alvalade com direito a guarda de honra do Chaves

Leia Também: 'Loucura' sem fim. Sporting chega a Alvalade com ambiente apoteótico

Onzes

Sporting: Diogo Pinto, Luís Neto, Sebastián Coates, Gonçalo Inácio, Ricardo Esgaio, Morten Hjulmand Hidemasa Morita, Nuno Santos, Pedro Gonçalves, Francisco Trincão e Viktor Gyokeres.

Desportivo de Chaves: Gonçalo, Sylla, Junior Pius, Vasco Fernandes, Ygor Nogueira, Morim, Guima, Raphael Guzzo, Paulo Victor, Jô Batista e Sanca.

Antevisão

Perspetiva-se um grande ambiente de festa em Alvalade. O Sporting, já com o título de campeão nacional, prepara-se para receber o já despromovido Desportivo de Chaves, com o objetivo de encerrar o campeonato com 90 pontos e aproveitar, assim, o 'embalo' para a final da Taça de Portugal, diante do FC Porto.

Num jogo que será de despedidas para jogadores como Luis Neto e Antonio Adán, o conjunto de Rúben Amorim quer terminar a I Liga em beleza, com 17 triunfos em 17 jornadas disputadas no 'reino' dos leões, perante um adversário que joga apenas pela honra, na tentativa de abandonar a última posição do campeonato - sendo algo que ainda depende do resultado do também já 'condenado' Vizela.

O Sporting já só pensa em mostrar o troféu de campeão nacional ao público de Alvalade, mas também está bem de olho na 'dobradinha', uma vez que, sensivelmente daqui a uma semana, terá de medir forças na disputa da Taça de Portugal, num entusiasmante Clássico frente ao FC Porto, no Estádio do Jamor.

O jogo tem apito inicial agendado para as 18 horas (horário de Portugal Continental), em Alvalade, com arbitragem de Manuel Oliveira, sendo que poderá acompanhar as incidências da partida, em direto, no Desporto ao Minuto.

Leia Também: Sporting-Chaves: Ambiente de festa com leões à espreita da 'dobradinha'

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório