Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 22º

FC Porto fecha compra dos terrenos na Maia para academia por 3,4 milhões

O FC Porto formalizou hoje a aquisição de 14 hectares de terreno no concelho da Maia, distrito do Porto, para a construção da sua academia de futebol, depois de apresentar uma proposta de 3,4 milhões de euros.

FC Porto fecha compra dos terrenos na Maia para academia por 3,4 milhões
Notícias ao Minuto

12:02 - 16/04/24 por Lusa

Desporto FC Porto

Os 'dragões' foram os únicos a apresentar a intenção de compra para os terrenos em questão, localizados nas localidades de Nogueira e Silva Escura, no Parque Metropolitano, através de carta fechada, numa sessão de hasta pública, realizada na autarquia maiata.

A SAD portista fez-se representar pelo presidente Pinto da Costa e pelo administrador Fernando Gomes, que assistiram à abertura de proposta, que foi acompanhada, e sinalizada, por um cheque de 680 mil euros, correspondente a 20% do valor total da oferta.

A Comissão de Abertura de Proposta da Câmara da Maia validou todos os pressupostos da intenção de compra do FC Porto, mas o negócio só será definitivamente adjudicado quando for, em breve, ratificado pelo executivo camarário, que tem de autorizar a alienação dos terrenos.

Depois desse passo, o FC Porto terá de pagar mais 15% do valor total [3,4 milhões de euros], com o remanescente a ser liquidado quando for celebrado o contrato de compra a venda.

Pinto do Costa, que fez questão em estar presente num momento que considerou "histórico", garantiu que as obras da construção da nova academia na Maia vão já arrancar esta ou na próxima semana

"Já estão a ser feitos os trabalhos de limpeza do terreno, mas, com a presença dos arqueólogos, pensámos começar os trabalhos do arranque de construção ainda esta semana", disse o presidente do FC Porto.

O dirigente lembrou que este foi um processo que se prologou nos últimos dois anos, mas apontou que "o sonho virou finalmente uma realidade, dando lugar a uma academia que vai orgulhar todos os portistas".

"A partir de agora, e definitivamente, não pode haver dúvidas. Aqueles que disseram que este projeto era uma utopia e um chorrilho de mentiras, agora, se tiveram dignidade, só têm de pedir desculpa pelo que disseram", disse Pinto da Costa.

O presidente do FC Porto falou numa obra "fundamental para o crescimento das equipas do clube", descrevendo que o complexo terá três campos de futebol, um mini estádio para duas mil pessoas, que pode acolher jogos oficiais, um refeitório, um hotel e um posto médico.

"É um passo muito importante, mas, apesar de termos dificuldades de espaços para a nossa formação, temos conseguido apresentar jogadores que hoje dão cartas nas nossas equipas A e B. Os nossos rivais têm condições mais avançadas, mas, a partir de agora, vamos ter condições para albergar 140 atletas em simultâneo. As crianças e os jovens que queiram estar no FC Porto vão ter excelentes condições para estudar, treinar e jogar no nosso clube", concluiu.

Estes 14 hectares adquiridos à Câmara da Maia para a construção da academia, juntam-se a outros nove que o clube já tinha garantindo, ficando o complexo com uma área total de 23 hectares para o clube desenvolver.

Pinto da Costa, que cumpre o 15.º mandato consecutivo como presidente do FC Porto, cargo que ocupa desde 1982, é o líder da Lista A às próximas eleições do clube, concorrendo com o ex-treinador do clube André Villas-Boas (Lista B) e Nuno Lobo (Lista C), derrotado no sufrágio de 2020.

As eleições dos órgãos sociais do FC Porto decorrem em 27 de abril, entre as 09:00 e as 20:00, no Estádio do Dragão, no Porto.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório