Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 23º

Taremi ameniza má 'Fama' do FC Porto, mas pódio continua em risco

Equipa de Sérgio Conceição evitou a terceira derrota consecutiva no campeonato, mas não afastou o 'pesadelo' do Dragão.

Taremi ameniza má 'Fama' do FC Porto, mas pódio continua em risco
Notícias ao Minuto

20:01 - 13/04/24 por Miguel Simões

Desporto I Liga

O FC Porto recuperou de duas desvantagens e empatou frente ao Famalicão (2-2), este sábado, no Estádio do Dragão, evitando a terceira derrota consecutiva na I Liga. Ainda assim, o último lugar do pódio continua a 'abanar'.

Com cinco alterações no onze, os dragões viram o emblema minhoto sorrir bem cedo, por intermédio de Cádiz (9'), com a resposta a surgir pouco depois, num autogolo de Youssouf (17'). Porém, ainda antes do intervalo, o ex-Benfica bisou para o Famalicão e provocou um enorme coro de assobios nas bancadas.

A tripla mexida de Sérgio Conceição ao intervalo 'empurrou' o FC Porto para uma segunda parte de cariz bem mais ofensivo. Com alguns sustos pelo meio, seria o recém-entrado Taremi a amenizar os estragos no Dragão, com o 2-2 aos 82 minutos, precisamente antes da segunda mão das 'meias' da Taça de Portugal, frente ao Vitória SC, na quarta-feira.

Ex-Benfica gerou tremenda assobiadela

Sérgio Conceição decidiu promover alterações em todos os setores, por comparação ao onze apresentado na derrota diante do Vitória SC (1-2), com as entradas de Zé Pedro, Otávio Marko Grujic, Iván Jaime e Evanilson para os lugares de Fábio Cardoso (lesionado), Pepe (castigado), Alan Varela, Galeno e Danny Namaso. Já Armando Evangelista viu-se obrigado a colocar Justin de Haas e Sorriso nos lugares de Riccieli e Chiquinho, ambos por castigo.

A verdade é que a partida não poderia ter começado melhor para o emblema minhoto. Com apenas nove minutos decorridos, Puma cruzou para a área e encontrou Jhonder Cádiz, pleno de intenção, a cabecear para o fundo da baliza defendida por Diogo Costa, causando o primeiro momento de alta tensão no Dragão.

A resposta não tardou em aparecer. Aos 17 minutos, Francisco Conceição fez praticamente tudo sozinho junto à linha final e, quando se preparava para cruzar área, teve a felicidade de ver a bola desviar em Zaydou Youssouf, com um autogolo a deixar o público azul e branco a festejar. Porém, a desinspiração no ataque do conjunto da cidade Invicta era significativa, ao ponto de apenas o filho de Sérgio Conceição ter ameaçado novo golo até ao intervalo. 

Já a formação de Armando Evangelista não 'tremeu' em jogar olhos nos olhos do adversário e a maior prova disso foi o facto de ter criado mais perigo, em investidas de Gustavo Sá e Sorriso. O êxito apareceria pouco depois. Aos 45+1', Gustavo Sá viu o seu cruzamento rasteiro atravessar quase toda a área até chegar aos pés de Cádiz. Ao segundo remate, o ex-Benfica bisou e provocou uma tremenda assobiadela no Dragão.

Reação evitou terceira derrota seguida

Sem perder mais tempo, Sérgio Conceição promoveu uma tripla alteração no FC Porto, logo após o regresso dos balneários, com a aposta em Alan Varela, Galeno e Taremi para os lugares de Grujic, Jorge Sánchez  e Iván Jaime, respetivamente, de modo a refrescar os processos ofensivos.

Cádiz e Sorriso ainda deram o ar da sua graça na reta inicial, mas o FC Porto, em desespero pelo empate, começou a apoderar-se das ocasiões mais flagrantes. Primeiro por Evanilson, depois por Nico González e ainda Taremi, com Luiz Júnior sempre atento. Pelo meio, Evanilson ainda atirou para o fundo das redes, mas o árbitro Gustavo Correia sinalizou, ainda antes do golo, uma falta de Chico Conceição sobre o guarda-redes do Famalicão.

Já dentro dos últimos 20 minutos, Evanilson voltou a fazer das suas, mas também Puma Rodríguez testou as luvas de Diogo Costa, que manteve a sua equipa na luta pelo empate - algo que chegaria já dentro dos últimos dez minutos. Mehdi Taremi apareceu de forma oportuna na grande área e, após passe de Galeno, fez o 2-2 na partida.

Até ao apito final, os dragões ainda ameaçaram a reviravolta, sobretudo num remate de Galeno, mas o resultado não sofreu mais alterações, com nota ainda para a expulsão de Evanilson, devido a uma cabeçada a Mihaj com o jogo parado, tornando-se mais uma 'dor de cabeça' para Sérgio Conceição na preparação da segunda mão das 'meias' da Taça de Portugal, frente ao Vitória SC (após triunfo por 1-0 na primeira mão), já esta quarta-feira, no acesso à final do Jamor.

Com este resultado, o FC Porto - que não evitou mais uma grande assobiadela após o apito final - passa a somar 59 pontos no terceiro lugar do campeonato português, a oito do Benfica e a 15 do Sporting (ambos com menos um jogo), deixando a última vaga do pódio em risco ainda durante esta jornada. O Vitória SC é quarto, com 57, seguindo-se o Sporting de Braga, com 56, que ainda irá defrontar o Estoril este sábado, na luta por esse lugar. Já o Famalicão, com dois triunfos e um empate desde a chegada de Armando Evangelista, ocupa a oitava posição, com 35 pontos.

[Notícia atualizada às 20h10]

Leia Também: A cabeçada (e vermelho) que retira Evanilson do jogo com o Vitória SC

Leia Também: Taremi volta aos golos pelo FC Porto e marca... uma volta depois

Leia Também: Polémica no Dragão. FC Porto marcou, mas árbitro assinalou falta

Leia Também: Famalicão 'congelou' FC Porto e seguiu-se... nova assobiadela no Dragão

Leia Também: Infelicidade de Zaydou deixou Chico Conceição a festejar golo do FC Porto

Leia Também: Ex-Benfica Cádiz gelou Dragão com esta 'bomba' de cabeça

Onzes

FC Porto: Diogo Costa, Jorge Sánchez, Otávio, Zé Pedro, Wendell, Nico González, Marko Grujic, Iván Jaime, Francisco Conceição, Pepê e Evanilson.

Famalicão: Luiz Júnior, Nathan Santos, Enea Mihaj, Justin, Francisco Moura, Zaydou Youssouf, Mirko Topic, Gustavo Sá, Puma Rodríguez, Sorriso e Jhonder Cádiz.

Antevisão

O FC Porto prepara-se para voltar a jogar no Estádio do Dragão, este sábado, na receção ao Famalicão, sensivelmente uma semana após a derrota diante do Vitória SC (1-2), naquele que foi o segundo desaire consecutivo na I Liga.

A obrigação dos dragões passa, desde logo, por responder a essas duas derrotas impactantes nas contas do campeonato (apesar do triunfo frente aos vimaranenses, por 0-1, em Guimarães, na primeira mão das 'meias' da Taça de Portugal), sobretudo para não deixar escapar a terceira posição da qual é dono há várias semanas - dado que Sporting de Braga e Vitória SC seguem logo atrás, com menos dois pontos.

A verdade é que o FC Porto tem apresentado um resultado altamente oscilante, entre vitórias e derrotas, desde a eliminação na Liga dos Campeões, numa altura em que, para além de assegurar a terceira posição, restará a Taça de Portugal para 'salvar' a época dos azuis e brancos, sendo que o tão desejado acesso à final do Jamor é precisamente o jogo que se segue, igualmente no Dragão, já na próxima quarta-feira.

Já o Famalicão, desde que contratou Armando Evangelista para substituir João Pedro Sousa, apenas sabe vencer, com os mais recentes triunfos diante de Gil Vicente (1-2) e Vizela (3-2), pelo que também isso é um sério aviso ao conjunto orientado por Sérgio Conceição.

O jogo tem apito inicial agendado para as 18 horas (horário de Portugal Continental) deste sábado, com arbitragem de Gustavo Correia, sendo que poderá acompanhar as incidências da partida, em direto, no Desporto ao Minuto.

Leia Também: FC Porto-Famalicão: Dragões batalham pelo pódio antes da prova 'salvação'

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório