Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2024
Tempo
18º
MIN 10º MÁX 20º

Benfica vive pesadelo austríaco e arranca em falso na Champions

Águias tiveram entrada para esquecer e aos 15 minutos já perdiam e jogavam em desvantagem numérica perante um Salzburgo altamente eficaz. Segue-se a visita a Milão na próxima jornada.

Benfica vive pesadelo austríaco e arranca em falso na Champions

O Benfica viveu, esta quarta-feira, uma noite de autêntico pesadelo... austríaco. As águias foram derrotadas pelo RB Salzburgo (0-2), em pleno Estádio da Luz, no arranque da fase de grupos da Liga dos Campeões, e tudo correu mal à formação orientada por Roger Schmidt. 

Aos 15 minutos, o Benfica já se encontrava a jogar com menos uma unidade e em desvantagem no marcador, sendo que o resultado até podia mais avolumado naquela altura. Com o guardião visitante a brilhar, os esforços encarnados de nada valeram ao cabo dos 90 minutos.

O Benfica arrancou, assim, em falso na nova edição da Champions e na próxima jornada terá aquele que será o jogo teoricamente mais complicado desta fase de grupos: a visita ao Inter. 

No outro jogo do grupo D, Real Sociedad e Inter (1-1) dividiram pontos, o que quer dizer que é a equipa portuguesa que ocupa a última posição no grupo. 

Filme do jogo 

O Benfica entrou da pior maneira na partida, vendo o árbitro assinalar uma grande penalidade a favor do Salzburgo logo aos dois minutos. Trubin derrubou Pavlovic em falta na grande área, na sequência de um canto, e o turco Halil Umut Meler aponto de imediato para a marca do castigo máximo. 

Konaté foi chamado a converter o penálti mas tirou mal as medidas à baliza encarnada e atirou... para as bancadas 

As águias livraram-se do susto e até reagiram bem com João Mário a acertar em cheio no poste, após jogada combinada com Rafa. 

O golo não surgiu para as águias e o pior veio pouco depois, quando António Silva (13') viu o vermelho direto na tentativa desesperada de evitar que a bola entrasse na baliza de Trubin. O internacional português tentou cortar com a cabeça, mas acertou na bola com a mão esquerda, motivando um vermelho e um... penálti. 

Desta feita, Kanoté deu a vez a Simic (15') que não perdoou e converteu o castigo máximo em golo, colocando o Salzburgo em vantagem no marcador. 

Roger Schmidt não perdeu tempo e fez entrar Morato para o lugar de João Mário para recompor a linha defensiva. O Benfica perdeu uma unidade, mas foi se revelando perigoso, especialmente a partir dos corredores. 

Di María (de canto direto!) e Rafa chegaram a ter o empate nos pés, tal como Musa, mas o guardião Alexander Schlager (com alguma sorte à mistura, diga-se) ia evitando que as águias restabelecessem o empate no marcador. 

Ao intervalo a desvantagem encarnada era uma realidade, não só no marcador como também no número de unidades em campo. 

A segunda parte teve uma ponta inicial semelhante à da primeira. O Benfica ficou à beira do golo, com Rafa a abrir para Musa que atirou para defesa apertada do guardião adversário. Dois minutos depois, novo balde de água fria na Luz. 

A defesa do Benfica distraiu-se, Aursnes falhou na dobra aos centrais e Gloukh assistiu Gloukh (52') para o segundo golo austríaco da noite. 

O Salzburgo ficou ainda mais confortável e ia gerindo o jogo a seu bel-prazer, mexendo também com os nervos dos jogadores do Benfica (e com os adeptos presentes na bancada, também), por conta das constantes demoras na reposição da bola. 

A noite era mesmo de Schlager que impedia todos os lances de perigo. João Neves, aos 66 minutos, apareceu de rompante na grande área para atirar de cabeça, mas o guardião austríaco voltou a brilhar com nova defesa impossível. 

Roger Schmidt apenas voltou a mexer aos 77 minutos, fazendo entrar David Neres e Chiquinho para os lugares de Di María e Kokçu. No entanto, nem esta dupla, nem a e Tiago Gouveia e Tengstedt, que entrou pouco tempo depois, tiveram tempo (e espaço) para dar ao volta ao texto. 

O resultado não mais se alterou e registou-se o pior cenário para o Benfica: derrota em casa perante o adversário que, em teoria, seria o mais acessível nesta fase de grupos. Segue uma sempre temida viagem a Milão, agendada para 3 de outubro. 

Momento do jogo: O penálti cometido por Trubin, logo aos dois minutos, destabilizou equipa. A noite de pesadelo começou aí. 

Equipas iniciais 

Antevisão

O Benfica recebe, na noite desta quarta-feira, o RB Salzburgo, na jornada de arranque da fase de grupos da Liga dos Campeões. Depois de terem chegado aos quartos de final das últimas duas edições da Champions, as águias voltam a entrar em prova e têm pela frente o crónico campeão austríaco. 

Curiosamente, estes dois clubes nunca se defrontam quando se trata das equipas principais, mas há um dado histórico que inclui ambos. Em 2021/22 o Benfica conquistou a UEFA Youth League depois de vencer a formação austríaca na final por... 5-1.

O pontapé de saída está agendado para as 20h00 no Estádio da Luz com a arbitragem a ficar a cargo do turco Halil Umut Meler. À mesma hora, e no mesmo grupo D, Real Sociedad e Inter medem forças. 

Siga todas as incidências da partida no Desporto ao Minuto

Leia Também: Juniores do Benfica estreiam-se na Youth League com um empate

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório