Meteorologia

  • 24 MARçO 2023
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 21º

Franco descobriu a saída na rotunda de Viseu. Notas do Académico-FC Porto

André Franco marcou o golo do triunfo no Estádio do Fontelo.

Franco descobriu a saída na rotunda de Viseu. Notas do Académico-FC Porto

O FC Porto garantiu, esta quarta-feira, a passagem às meias-finais da Taça de Portugal, após vencer o Académico de Viseu, no Estádio do Fontelo, por 1-0, indo agora medir forças com o Famalicão.

Num jogo com poucas ocasiões claras de golo, os dois guarda-redes não foram forçados a trabalhos redobrados e os mais de seis mil adeptos que marcaram presença no Fontelo, realmente, mereciam um pouco mais.

Apenas um golo se cantou, à passagem dos 50 minutos, por intermédio de André Franco, na sequência de um cruzamento de Uribe. Danny Namaso acabou, por mais duas ocasiões, ainda ter a oportunidade de dilatar o marcador. Até ao fim, o Académico ainda espreitou, através de alguns cruzamentos venenosos, a igualdade, mas acabou por não ser feliz.

Os dragões chegam às meias-finais sem qualquer golo sofrido em quatro encontros e encarrilaram o 20.º encontro consecutivo oficial sem conhecer o sabor da derrota. Vamos então às notas de destaque desta partida.

Figura

André Franco foi o ‘joker’ que desequilibrou a partida no Fontelo. Um cabeceamento mortífero, à passagem dos 50 minutos, acabou por descortinar o voo do dragão para as ‘meias’ da Taça de Portugal.

Surpresa

Uribe conseguiu realizar uma das melhores exibições da temporada, no Fontelo, conseguindo operar a primeira assistência da temporada.

Desilusão

Toni Martínez entrou no ‘onze’ dos dragões e acabou por sair no decorrer da segunda parte. O avançado espanhol voltou a não aproveitar a oportunidade e, mais uma vez, passou ao lado da partida.

Treinadores

Jorge Costa complicou e muito a tarefa ao FC Porto. O excelente posicionamento da equipa, do ponto de vista tático, amarrou o dragão a um casulo do qual tardou em libertar-se. Se a defender, o Académico foi praticamente exímio (ao 17.º encontro, o Académico ficou em branco nos jogos disputados em casa) também a atacar ainda conseguiu causar um par de calafrios à baliza de Cláudio Ramos.

Sérgio Conceição operou várias mexidas no ‘onze’ habitual do FC Porto, já a pensar no Clássico diante do Sporting, e acabou por cumprir a tarefa no Fontelo graças a um dos ‘jokers’ que lançou. Num jogo de poucos dividendos na etapa inicial, acabou por ver a sua equipa subir uma mudança na caixa de velocidades no decorrer da etapa complementar.

Árbitro da partida

Gustavo Correia protagonizou uma excelente arbitragem, do ponto de vista técnico e disciplinar. 

Leia Também: André Almeida: "Conseguimos encostar o FC Porto às cordas"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório