Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 16º

Seabra admite que ainda "falta agressividade no último terço" ao Marítimo

O treinador do Marítimo disse hoje que ainda falta "um pouco mais de agressividade" ao setor ofensivo da equipa, da I Liga de futebol, após um empate ante o Casa Pia e uma derrota frente ao Famalicão.

Seabra admite que ainda "falta agressividade no último terço" ao Marítimo
Notícias ao Minuto

21:23 - 23/07/22 por Lusa

Desporto I Liga

Os 'verde rubros' disputaram hoje dois particulares no estágio de preparação para a temporada 2022/23, que está a ter lugar em Lousada até 26 de julho.

Durante a manhã, o Marítimo recebeu o recém-promovido à I Liga, Casa Pia, num encontro que não passou do 'nulo' no marcador. Ao final da tarde defrontou o Famalicão, - encontro que não constava do calendário previamente anunciado pelo clube insular -, tendo a formação nortenha vencido, por 2-0, com golos apontados por De La Fuente e Pedro Brazão.

"Em termos defensivos a equipa está cada vez mais competente, em termos ofensivos estamos a começar a conseguir ter as nossas dinâmicas. Falta-nos um pouco mais de agressividade no último terço e mais capacidade de fazer um pouco mais de 'mossa', mas tem de ser com trabalho e exigência", destacou Vasco Seabra, sublinhando ainda o "bom ritmo e intensidade nos dois jogos".

O técnico natural de Paços de Ferreira tem dado minutos a praticamente todo plantel, à exceção do lesionado Diogo Mendes, com o intuito de "poderem lutar todos da mesma forma", incluindo os juniores Francisco e Bernardo Gomes que "estão a ter os seus minutos para poderem competir e serem melhores".

Os 'leões' do Almirante Reis estão no norte do país há quase uma semana e já disputaram três particulares. Na quarta-feira diante do Penafiel (1-1), da divisão inferior, e hoje frente aos primodivisionários Casa Pia (0-0) e Famalicão (derrota, por 2-0).

Para Vasco Seabra mais importante do que defrontar os futuros adversários é trabalhar a competitividade da própria equipa.

"Quando estávamos na Madeira trabalhámos muito o nosso processo de jogo e agora vir para o continente ajuda-nos a poder competir com diferentes adversários e diversas formas de jogar, que nos provocam erros para que possamos trabalhar sobre o que fizemos mal e ver o que fizemos bem para estarmos preparados para a primeira jornada", frisou o técnico.

O Marítimo tem ainda mais dois particulares por disputar no norte do país, antes do regresso à região, diante do Leixões (II Liga) e do Boavista (I Liga).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório