Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Um banho de 'reaHalleridade': As notas do Sporting-Ajax

Sébastien Haller rubricou um 'poker' contra os leões na goleada dos neerlandeses em Alvalade.

Um banho de 'reaHalleridade': As notas do Sporting-Ajax

Depois do Bayern Munique aplicar uma goleada, por 0-5, em Alvalade, corria a época 2008/09, o Sporting sofreu, nesta quarta-feira, a segunda pior derrota caseira para as competições europeias, após ser goleado por 1-5, diante do Ajax, para a jornada inaugural da fase de grupos da Liga dos Campeões.

E pela primeira vez na história do Ajax, um jogador rubricou um 'poker'. Sébastien Haller foi a figura de um encontro que cedo se estragou para as cores verde e brancas.

Aos oito minutos, o emblema de Amesterdão já vencia por 2-0, com um bis do costa-marfinense, para Paulinho ainda reduzir, aos 33', num lance em que Pasveer ficou mal na fotografia. A esperança verde e branca pouco tardou a ser novamente dissipada, uma vez que Steven Berghuis voltou a dilatar a vantagem na etapa complementar.

No regresso dos balneários, Paulinho ainda celebrou, mas o golo foi invalidado por fora de jogo, para depois, outra vez ele, Haller, 'puxar' a quarta e, por fim, 'engatilhar' a quinta.

Uma noite de terror que entra diretamente para a galeria das piores derrotas europeias do Sporting. E, para os amantes dos números, só uma equipa é que passou depois de perder em casa na 1.ª jornada por quatro ou mais golos de diferença. Foi o Galatasaray, em 2013.

Vamos então aos destaques deste encontro:

Figura 

Sébastian Haller rubricou um 'poker' em Alvalade e igualou  Van Basten, que também já tinha marcado na estreia da Champions League, em 1992/93, quatro golos, diante do IFK Göteborg.

Surpresa

Antony assinou uma exibição  magistral. Terminou o jogo com duas assistências, tendo rubricado várias ações que deixaram em alvoroço a grande área leonina. Rúben Vinagre foi apenas a principal vítima do jogo diabólico do futebolista de 21 anos.

Desilusão

Rúben Vinagre não podia ter tido exibição mais 'avinagrada'. Terrível na maneira como foi ultrapassado por Antony no segundo golo e no terceiro a abordagem foi completamente errática. Nesta quarta-feira de Champions, os adeptos leoninos suspiraram e muito por Nuno Mendes.

Treinadores

Rúben Amorim

Pior estreia na Champions seria impossível. Depois dos 1-4, diante do LASK Linz, na temporada transata, eis que chegou uma nova página negra para o técnico leonino. Ainda tentou corrigir ao intervalo, retirando, e bem, Vinagre e Jovane do terreno de jogo, mas já era tarde para corrigir uma primeira parte desastrosa e que se tornou calamitosa com mais dois golos do Ajax na etapa complementar.

Ten Hag

Uma equipa joga o que a outra a permite jogar. E, desta feita, o Ajax aproveitou, e muito, as veleidades de um leão com diferentes lacunas, quer no corredor esquerdo, quer no corredor central. Não foi uma exibição estrondosa da equipa neerlandesa, mas Ten Hag soube 'caçar', e bem, as deficiências deste leão, agarrando-se a um goleador, de seu nome Haller, e a um assistente nato,  de seu nome Antony. O técnico do Ajax não poderia desejar melhor início na competição.

Árbitro da partida

Mais ativo no critério disciplinar na etapa complementar, mas deixou o jogo fluir não apitando ao primeiro encosto. Boa arbitragem de José María Sánchez Martínez.

Leia Também: Uma mão cheia de vergonha: Esta Champions não é para leõezinhos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório