Meteorologia

  • 31 JULHO 2021
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 23º

Edição

Fase de grupos rendeu 94 golos, mais 25 do que a de 2016

A fase de grupos do Euro2020 de futebol, hoje concluída, rendeu 94 golos, mais 25 do que os 69 golos apontados nos primeiros 36 jogos da edição de 2016, a primeira disputada por 24 seleções.

Fase de grupos rendeu 94 golos, mais 25 do que a de 2016
Notícias ao Minuto

23:15 - 23/06/21 por Lusa

Desporto Euro'2020

Os Países Baixos, grandes ausentes da edição realizada em França, 'desforram-se' no regresso com oito golos, sendo, assim, a equipa que mais contribuiu para a impressionante média de 2,61 tentos por encontro, contra os 1,92 de há cinco anos.

Por seu lado, o campeão em título Portugal, a Itália, grande ausente da última grande competição, o Mundial de 2018, e a Bélgica completaram o pódio, todos com sete tentos.

Nos 36 jogos da fase de grupos, apenas dois terminarem sem golos, o Espanha-Suécia e o Inglaterra-Escócia, sendo que todas as seleções marcaram pelo menos um tento, o que não sucedeu em 2016, por culpa da Ucrânia (0-5).

A estreantes Macedónia do Norte (dois golos) e Finlândia (um) marcaram os seus primeiros golos em fases finais do Europeu.

O Grupo F, o apelidado 'grupo da morte' -- que não era por poderem passar três -, com Portugal, França, Alemanha e Hungria, foi o que rendeu mais tentos, no total de 20.

Em termos individuais, o melhor foi o português Cristiano Ronaldo, que marcou nos três jogos, num total de cinco golos, três dos quais de grande penalidade, para um total de 14 em Europeus, um registo ímpar -- já soma mais cinco do que Michel Platini.

Por seu lado, o belga Romelu Lukaku, o checo Patrik Schick, o holandês Georginio Wijnaldum e o sueco Emil Forsberg somaram três tentos, tal como o polaco Robert Lewandowski, único da lista que não logrou seguir para os oitavos de final.

Quanto a números 'redondos', o austríaco Michael Gregoritsch apontou à Macedónia do Norte, em 13 de junho, em Bucareste, o 700.º em Europeus, depois de, em 2016, o português Nani ter sido o autor do 600.º, no embate com a Islândia (1-1).

A contabilidade está agora em 781 golos, pelo que, faltando apenas 19, e 15 jogos por disputar, o 800.º vai aparecer com toda a certeza no Euro2020.

Quanto ao recorde absoluto numa edição, o Euro2020, segundo com 24 seleções, também está muito bem encaminhado para superar o recorde do Euro2016, que rendeu 108 golos.

Leia Também: O resumo do eletrizante Alemanha-Hungria que manteve os alemães no Euro

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório