Meteorologia

  • 24 JANEIRO 2021
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Premier League quer acabar com abraços, mas Guardiola deixa aviso

Treinador do Manchester City não acredita que seja possível contrariar aquilo que considera "um instinto e uma reação".

Premier League quer acabar com abraços, mas Guardiola deixa aviso

A Premier League continua em busca de novas medidas que ajudem a travar a propagação da Covid-19, e, em cima da mesa, está a possibilidade de vir a proibir o contacto físico entre jogadores aquando do festejo dos golos.

Uma opção que, no entanto, não agrada a Pep Guardiola, que, depois de ver o 'seu' Manchester City derrotar o Brighton, por 1-0, disse não acreditar que os responsáveis sejam capazes de impedir aquilo que considera "um instinto e uma reação".

"Nós iremos seguir o que a Premier League disser, mas não sei se seremos capazes. Respeito os protocolos da Premier League e percebo o que estão a tentar fazer", começou por dizer, citado pela estação televisiva britânica Sky Sports.

"Quando estamos no interior, todos respeitam o distanciamento social. Temos de o fazer. Mas, no exterior, nos treinos, depois de vários testes, num momento de festejo, abraçar é um instinto e uma reação. É difícil. Não sei se seremos capazes de o fazer", completou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório