Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2020
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 25º

Edição

"Zaidu é uma alternativa de qualidade a Alex Telles"

João Henriques trabalhou com o reforço do FC Porto no Santa Clara, e não tem dúvidas de que este "pode vir a dar muitos benefícios, não só desportivamente no curto e médio-prazo, como também financeiramente".

"Zaidu é uma alternativa de qualidade a Alex Telles"

Com o futuro de Alex Telles envolto em incerteza, face ao interesse de clubes como Barcelona, Paris Saint-Germain ou Chelsea, o FC Porto não perdeu tempo e foi aos Açores buscar Zaidu Sanusi, um dos jogadores que mais deu nas vistas na caminhada do Santa Clara em 2019/20.

João Henriques, ex-treinador dos insulares, foi um dos principais 'obreiros' da ascenção do canhoto e, em declarações exclusivas ao Desporto ao Minuto, diz não ter dúvidas de que este tem tudo para singrar de dragão ao peito.

"É uma alternativa de qualidade a Alex Telles, independentemente de, depois, se confirmar que fica ou sai. O Zaidu é uma garantia de que está ali um jogador com qualidade para o lugar. Pode trazer muita velocidade àquele corredor", afirmou.

"É um jogador que, com aquela irreverência e ingenuidade natural, pode trazer o atrevimento que, muitas vezes, se pretende nos corredores. Ele tem isso, tem bom cruzamento e cresceu muito no critério no último terço do terreno para fazer assistências. É um jogador que ainda está em fase de evolução e que, aos 23 anos, tem margem de progressão. No futuro, pode vir a dar muitos benefícios, não só desportivamente no curto e médio-prazo, como também financeiramente. O FC Porto pode, no futuro, fazer um bom encaixe", prosseguiu.

João Henrique sublinha, no entanto, que Zaidu e Alex Telles "são dois jogadores diferentes". Afinal, se o brasileiro "é o rei das assistências no campeonato e já tem mais experiência, até pela idade, e maturidade, o que lhe permite ter mais critério no que faz", o nigeriano, "como tem toda aquela margem de progressão, ainda vai crescer com este novo desafio, num clube com muito mais exigência". 

"Não sei se o Alex Telles é melhor ou pior, mas, por aquilo que demonstrou nestes anos, é um jogador consistente naquilo que faz. Aí tem uma vantagem sobre o Zaidu, que está a chegar a um clube novo, a uma realidade nova, num desafio completamente diferente. Claro que precisará daquele tempo de adaptação para depois chegar ao patamar que se deseja", refere.

"As qualidades naturais ele tem. Na questão tática, cresceu muito. A técnica tem. Fisicamente, tem velocidade e resistência para fazer o que faz durante 90 minutos consecutivamente, correndo todo o corredor com uma frescura impressionante. É isso que o vai distinguir e lhe vai permitir conquistar espaço", acrescenta.

Entusiasmo, sim. Pressão, não

João Henriques acredita no potencial de Zaidu, mas avisa que "é preciso não lhe criar aquela pressão de ser o substituto" de Alex Telles, uma vez que "não seria bom ter logo toda essa responsabilidade, apesar de ser um jogador com uma personalidade forte e capaz de enfrentar isso".

"É um jogador que é capaz de lidar bem com a pressão. Tem ambição e alguma ingenuidade, que o faz estar em qualquer palco da mesma forma. É aquele misto de irreverência do jogador africano com alguma ingenuidade da parte dele. Ainda está a aprender, está a crescer, mas tem muita capacidade de superação. Sente-se, quando se fala com ele, que acredita muito naquilo que consegue fazer", aponta.

Polivalência pode ser trunfo

Zaidu destacou-se, no Santa Clara, maioritariamente a atuar do lado esquerdo da defesa. No entanto, também foi aposta, quer no centro, quer até mais adiantado no terreno. João Henriques reconhece que é enquanto lateral que o nigeriano pode ser "mais forte", mas reforça que "pode fazer também outras posições com qualidade".

"A posição dele será sempre lateral no FC Porto, podendo também ser central do lado esquerdo, até porque tem qualidade no jogo aéreo e bom tempo de salto. Não é baixo para um lateral, mas para central não é muito alto. Faz essa posição muito bem, até porque a velocidade que tem compensa a menor estatura. Em equipas grandes, pode jogar como central, num esquema com as linhas mais subidas para ir buscar a velocidade nas costas, e, aí, é imbatível", completou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório