Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2020
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Os números que fazem de Oblak o melhor do mundo na atualidade

Num Atlético de Madrid que tem primado pelas exibições cinzentas, o antigo jogador do Benfica tem sido dos únicos a manter um registo de excelência.

Os números que fazem de Oblak o melhor do mundo na atualidade

O Atlético de Madrid tem estado muito aquém das expectativas esta temporada, mas Jan Oblak continua a mostrar, jogo após o jogo, o porquê de ser um dos jogadores preferidos entre os adeptos colchoneros. O antigo guardião do Benfica continua a bater recordes e a garantir muitos pontos à equipa de Diego Simeone. No passado sábado, o Atlético empatou diante do Granada e se o resultado (0-0) não sofreu alterações, tal também se deveu (e muito) à exibição do guarda-redes esloveno. 

De facto, Oblak somou mais um jogo sem sofrer golos e elevou para 99 o implacável registo que tem. Agora, está a apenas um jogo sem sofrer golos de assinar uma meta de 100 jogos em que a baliza do Atlético de Madrid ficou a zeros. 

Este recorde é mais significativo quando comparado com os restantes guarda-redes que disputam as principais ligas europeias. 

A Opta pegou na calculadora e fez as contas aos golos sofridos pelos guarda-redes que militam nas tais cinco ligas europeias desde 2015, altura em que Oblak deixou o Benfica e assinou pelos rojiblancos. Os números são esclarecedores. 

Guarda-redes com mais jogos sem sofrer golos desde 2015, segundo os dados da Opta divulgados pelo AS

Guarda-redes Jogos Jogos sem sofrer golos Golos sofridos
Jan Oblak 176 99 109
Samir Handanovic 181 68 175
Thibaut Courtois 149 59 145
Hugo Lloris 155 59 141
Ruffer 171 59 201
David de Gea 177 59 183
Manuel Neuer 118 58 84
Anthony Lopes 172 57 202
Ter Stegen 137 56 126
Alphonse Areola 116 55 96

Assim sendo, Oblak (99) está na liderança deste ranking com larga vantagem sobre Handanovic (68), guardião do Inter e... compatriotaCourtois (59), guardião do Real Madrid, figura no terceiro lugar, numa lista na qual também o português Anthony Lopes (57), do Lyon, ocupa um lugar de destaque

Número de remates não influencia desempenho 

Se existe um guarda-redes capaz de apresentar uma regularidade constante, independentemente do caudal ofensivo da equipa adversária, esse guarda-redes é Jan Oblak. O Atlético de Madrid tanto participa em jogos nos quais ataca mais do que defende, como disputa outros em que a sua missão é maioritariamente defensiva. 

Nos últimos 16 remates feitos pelos adversários do Atlético de Madrid em pleno Wanda Metropolitano, o guardião esloveno defendeu 14. Ainda no passado sábado, o Granada fez um único remate à baliza colconhera e lá estava... Oblak

Passagem marcante por Portugal 

Oblak deu nas vistas quando passou por Portugal. Durante quatro anos, o guardião esloveno representou cinco equipas: Beira-Mar, Olhanense, União de Leiria, Rio Ave e Benfica. Antes de chegar à equipa principal das águias, Oblak foi rodando pelas anteriores equipas, mas foi nas duas últimas que deu mais nas vistas. 

Em Leiria começou a dar sinais de um guarda-redes acima da média e na época seguinte impressionou ao serviço do Rio Ave onde, curiosamente, se cruzou com Ederson

Em 2013/14 conseguiu, por fim, agarrar uma oportunidade na baliza do Benfica por conta de uma lesão de Artur Moraes. Pelos encarnados contabilizou apenas 26 jogos, número mais que suficiente para convencer o Atlético de Madrid a levá-lo para Espanha. Saiu do Benfica com um título de campeão nacional e uma Taça de Portugal no currículo. 

Entre os melhores, segundo Jesus 

Em abril de 2018, Oblak regressou a Portugal para ajudar o Atlético de Madrid a defrontar o Sporting e a seguir em frente na Liga Europa. Nessa altura, o guardião colchonera reencontrou Jorge Jesus, treinador com quem teve a oportunidade se impor na baliza do Benfica. O treinador português recordou a evolução de Oblak, na antevisão do encontro, e colocou-o numa lista muito restrita. 

"O Oblak chegou ao Benfica muito jovem, tinha 17 anos. Foi um processo de evolução, foi emprestado a dois clubes, ao União Leiria e ao Rio Ave, soube depois agarrar a oportunidade que o Benfica lhe deu. Fez o que fez a trabalhar ali muito tempo e hoje no Atlético Madrid. Não tenho dúvidas de que, a par do Rui Patrício e de mais dois ou três, é dos cinco melhores do Mundo", afirmou o técnico português.  

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório