Meteorologia

  • 08 ABRIL 2020
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

"Jogar a final da Champions com o FC Porto seria tremendo"

Óliver Torres dá voz à ambição do FC Porto, quer na prova milionária, quer no campeonato nacional.

"Jogar a final da Champions com o FC Porto seria tremendo"

É já no próximo dia 9 de abril que o FC Porto irá dar o pontapé de saída no medir de forças com o Liverpool, na luta por um lugar nas meias-finais da Liga dos Campeões.

Os dragões partem – pelo menos na teoria – como menos favoritos diante do vice-campeão europeu em título, mas Óliver Torres não baixa os braços e, em entrevista à agência noticiosa espanhola EFE, deixa um sério aviso à equipa de Jurgen Klopp.

“Somos uma equipa difícil, que pressiona, é agressiva. Uma equipa que tem intensidade durante os 90 minutos. Penso que havia nomes muito fortes no sorteio, e, como equipa, somos difíceis de bater. Estou certo de que o Liverpool, quando calhou contra nós, pensou ‘Vamos ter que trabalhar muito para poder passar’”, afirmou.

“Vamos com essa mentalidade, para dificultar a tarefa o mais possível, para poder conquistar um bom resultado em Anfield e no Dragão, com os nossos adeptos. Estou certo de que, se trouxermos um bom resultado, vai ser um jogo muito bonito, intenso, e no qual vamos ter as nossas possibilidades de passar, claro”, acrescentou.

O FC Porto encontra-se, neste momento, a apenas quatro jogos da final da Liga dos Campeões, e Óliver não esconde que gostaria de lá chegar, particularmente por se disputar no Wanda Metropolitano, caso do Atlético de Madrid, clube que representou antes de rumar ao Dragão.

“Não me imagino só no Wanda, como me imagino em qualquer estádio, e fico com pele de galinha. Estar presente numa final da Liga dos Campeões é algo que poucos jogadores têm o privilégio de fazer, e jogá-la com o FC Porto, depois de tantos anos, seria tremendo. Se fosse no Wanda, seria muito especial, e vencê-la seria um sonho”, apontou.

A terminar, o médio espanhol abordou as hipóteses do FC Porto no campeonato nacional: “Faltam oito jogos, que são jogos que dependem de detalhes. Sabemos que não podemos perder nenhum ponto, que são oito finais, e estamos seguros e convencidos que, se fizermos o nosso trabalho, vamos acabar onde queremos”.

“É certo que, neste momento, a média de golos favorece o Benfica, mas nós somos como as formigas, que trabalham pouco a pouco, fazendo o papel que nos cabe. Estou certo de que vamos chegar onde merecemos”, concluiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório