Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
23º
MIN 13º MÁX 25º

Joan Manuel Serrat vence Prémio Princesa das Astúrias das Artes 2024

O músico catalão Joan Manuel Serrat foi distinguido com o Prémio Princesa das Astúrias das Artes 2024, por "um percurso artístico que transcende a música e se tornou um exemplo cívico", anunciou hoje a organização.

Joan Manuel Serrat vence Prémio Princesa das Astúrias das Artes 2024
Notícias ao Minuto

11:28 - 24/04/24 por Lusa

Cultura Espanha

O júri, que atribuiu o prémio por unanimidade, considera que na obra de Joan Manuel Serrat "a arte da poesia e da música unem-se ao serviço da tolerância, da partilha de valores, da riqueza da diversidade de línguas e culturas e de um desejo de liberdade".

Joan Manuel Serrat, nascido em Barcelona em 1943, é considerado um dos precursores da 'nova canção' catalã, que se ergueu contra a repressão do regime de Franco, e é autor de "Mediterrâneo", considerada uma das melhores canções da música espanhola de todos os tempos, escreveu a agência Efe.

Em nota biográfica, a Fundação Princesa das Astúrias recorda que, em 1968, Joan Manuel Serrat recusou-se a representar Espanha no Festival Eurovisão da Canção por não poder cantar em catalão, e que em 1975 teve de se exilar no México por criticar o regime ditatorial franquista.

"A trajetória de Serrat demarcou-se pelo compromisso e defesa da democracia e dos direitos humanos" e nos últimos anos o músico tem-se manifestado "muito crítico em relação ao rumo do independentismo catalão e à convocação do referendo, a 01 de outubro de 2017", lê-se no comunicado da fundação.

Serrat, que se retirou dos palcos em 2021, gravou mais de 500 canções, editou mais de 40 álbuns e cantou poetas como Miguel Hernández, Pablo Neruda, Mario Benedetti e Federico García Lorca.

As suas canções, como "Penélope", "Palabras de amor" e "Cada loco con su tema", "fazem parte da memória emocional de várias gerações" em Espanha e no espaço ibero-americano, tanto em catalão como em castelhano.

Ao longo da carreira, Joan Manuel Serrat somou várias distinções, doutoramentos 'honoris causa', condecorações em Espanha, Venezuela, Argentina, França ou México e venceu um Grammy Latino de carreira em 2014.

Joan Manuel Serrat já tinha sido proposto por diversas vezes para o Prémio Princesa das Astúrias das Artes e recebê-lo-á numa cerimónia em outubro.

Serrat atuou em Portugal pela última vez, em concerto ao vivo, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, em 2015, no âmbito da digressão que marcou os seus 50 anos de carreira.

Nos próximos dias, a Fundação Princesa das Astúrias vai anunciar prémios nas áreas da Comunicação e Humanidades, Desporto, Ciências Sociais, Letras, Cooperação Internacional, Investigação Científica e Técnica e Concórdia.

Cada um dos prémios tem um valor monetário de 50.000 euros.

Leia Também: "Não há nada que possa ser mais transformador do que a nossa verdade"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório