Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 23º

Festival Literário da Mealhada destaca autores que lutaram pela liberdade

A segunda edição do FLIM - Festival Literário de Mealhada, que se realiza de 21 a 23 de março, vai colocar em destaque autores e artistas que lutaram pela liberdade, anunciou hoje a Câmara Municipal.

Festival Literário da Mealhada destaca autores que lutaram pela liberdade
Notícias ao Minuto

15:42 - 04/03/24 por Lusa

Cultura FLIM

"Em ano de comemoração do cinquentenário do 25 de Abril, o FLIM, também irá destacar os valores de Abril, no decorrer de diversas iniciativas", justificou.

Numa nota de imprensa enviada aos jornalistas, o Município da Mealhada revelou que o festival irá homenagear a poetisa Natália Correia, conhecida pela personalidade livre, polémica e irreverente, que a fez lutar contra a ditadura e chegar ao Parlamento, no pós-25 de Abril.

Para o dia de abertura, 21 de março, está marcada a conferência "O enigma de Natália", com Fernando Pinto do Amaral e moderação de António Vilhena; e a tertúlia "A liberdade em Natália Correia", com Fernando Pinto do Amaral, Joaquim Vieira, Ângela Almeida e Fernando Dacosta.

Conferências, feiras do livro, apresentações de livros, debates, oficinas, cinema, música, espetáculos, contos e um jantar literário compõem a programação para os quatro dias, com as iniciativas a decorrem em vários espaços, que vão da Biblioteca Municipal da Mealhada às escolas ou ao Cineteatro Messias.

Destaque para o espetáculo de encerramento, de Luís Fernandes, no papel de músico "diseur", dando vida e voz a textos humorísticos de grandes vultos da literatura de expressão portuguesa.

"Um espetáculo simplista que dá vida às palavras e de um humor potente, que contará com a participação de alunos do Agrupamento de Escolas da Mealhada", informou a câmara desta cidade do distrito de Aveiro.

Terão também lugar oficinas criativas, como "O rap vai à escola", no dia 22 de março, bem como encontros nas escolas, um dos quais com a presença do escritor Francisco Moita Flores, no dia 20 de março.

De acordo com a vice-presidente e vereadora da Cultura da Câmara Municipal da Mealhada, Filomena Pinheiro, o Festival Literário da Mealhada pretende engrandecer os livros, os escritores, os leitores, os artistas, os músicos e todos os que se interessam pela leitura e pelos valores da liberdade, da palavra, da cultura e da educação.

"Como não podia deixar de ser, no ano do cinquentenário da Revolução de Abril, juntamos os livros e a palavra aos valores de Abril, com espetáculos, música, conversas, encenações dos mais variados aspetos da Revolução dos Cravos, abrangendo os mais diversos públicos, das crianças aos jovens e adultos", referiu.

O FLIM é uma das iniciativas que resulta da cooperação da Câmara Municipal da Mealhada com a Rede de Bibliotecas de Mealhada, o Agrupamento de Escolas de Mealhada e a Escola Profissional Vasconcellos Lebre, destinadas a promover a leitura, o livro e a literacia na comunidade local.

Leia Também: Livro de Natanael Santos reflete história de superação e conquistas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório