Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
16º
MIN 6º MÁX 18º

Ópera infantil 'O Lobo, a Menina e o Caçador' estreia-se sexta-feira

O compositor Vasco Mendonça criou a ópera infantil 'O Lobo, a Menina e o Caçador', que se estreia sexta-feira, como "uma revisão musical tragicómica de contos tradicionais infantis, contada da perspetiva do lobo".

Ópera infantil 'O Lobo, a Menina e o Caçador' estreia-se sexta-feira
Notícias ao Minuto

21:38 - 06/12/22 por Lusa

Cultura Ópera

A ópera, com libreto do escritor Gonçalo M. Tavares, para três cantores líricos e quatro instrumentistas, estreia-se em Portugal, no Teatro do Campo Alegre, no Porto, na sexta-feira, às 14:30, numa sessão para escolas, e volta à cena no sábado às 15:35, já com sessões esgotadas, disse o compositor em entrevista à agência Lusa.

Vasco Mendonça convidou Gonçalo M. Tavares para escrever o libreto pois considera que a sua linguagem "se presta bastante à escrita operática, porque é uma linguagem concisa, intensa, com uma estrutura simples".

"Uma linguagem que tem ideias muito complexas, mas a estrutura é simples. Estas características são importantes para a escrita musical", disse o compositor, referindo que procurava "um tema que não fosse condescendente e, por outro lado que tivesse algum tipo de consciência social".

"Interessou-me abordar a questão de um certo tribalismo a que nós assistimos hoje na sociedade em que parece que as pessoas perderam a capacidade de discordarem umas das outras, e interessava-me ver como podia traduzir isso num espetáculo e comecei a pensar num conto de fadas, dos contos tradicionais, mas a serem contados por outra personagem que não estamos habituados a ver e foi aí que surgiu a ideia do lobo", referiu. "A ideia do conto d'O Capuchinho Vermelho, mas contado da perspetiva do lobo".

O convite para compor uma ópera infantil partiu de Susana Menezes, diretora artística do LU.CA -- Teatro Luís de Camões, em Lisboa.

"Eu achei graça à ideia, mas fazer ópera é relativamente caro, como se sabe, e o que sugeri foi contactar alguns parceiros com quem eu já tinha trabalhado, e a Ópera de Amesterdão ficou muito interessada no projeto, assumiu a produção executiva, de tal forma que a estreia mundial foi em neerlandês, na Ópera Nacional em Amesterdão", em outubro, salientou Vasco Mendonça.

No Porto, a ópera sobe à cena com a encenação de Inne Goris, o cenário e luz de Stef Stessel, figurinos de Lotte Boonstra, vídeo de Coen Bouman e direção musical do maestro Jan Wierzba.

O elenco, escolhido entre "jovens cantores", é constituído pela soprano Lara Rainho, a meio-soprano Mariana de Sousa e pelo contratenor Logan Lopez González.

O ensemble de músicos é composto por Frank Van Eycken (percussão), Nico Couck (guitarra elétrica), Yuko Fukumae (clarinete) e Seraphine Stragier (violoncelo).

"Aqui no Porto, apresentamos a versão em português interpretada por dois cantores portugueses e um belga, estando pensado fazer uma versão em francês", disse.

Questionado sobre o contributo de projetos operáticos infantis para a criação de público futuro para a ópera, o compositor disse que "é um fator determinante".

"Eu acho que há uma coisa essencial que é a exposição, ou seja, é evidente que quanto mais somos expostos a um género ou a uma atividade artística, e, sobretudo, numa idade jovem, mais apetência iremos ter para ela".

"Antes de mais, é uma coisa bestialmente prosaica, é preciso que ela exista, é preciso que se faça [ópera] para que as pessoas conheçam e, eventualmente, tenham a apetência de ver mais", referiu.

A ópera 'O Lobo, a Menina e o Caçador' sobe à cena no Cineteatro Louletano, em Loulé, no dia 13 e, em junho do próximo ano, estará em cena no LU.CA - Teatro Luís de Camões, em Lisboa, onde a ideia nasceu.

Vasco Mendonça considera que "há apetência para este tipo de espetáculos e deve ser explorado".

"Não podemos ver a ópera como algo elitista onde vão as pessoas que pagam 150 euros por um bilhete e é um acontecimento social. A ópera é uma forma de expressão artística, há que desdramatizá-la e normalizá-la o mais rápido possível para que possa fazer parte da nossa vida", argumentou o compositor.

Leia Também: Espetáculo 'A estudante e o sr. Henrique' chega em março ao Porto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório