Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 13º

Compositor Vasco Mendonça apresenta álbum com ensemble Drumming GP

 O novo álbum do compositor Vasco Mendonça, 'Play Off', resulta da residência artística com o ensemble de percussão Drumming GP, de Miquel Bernat, e vai ser apresentado ao vivo, no domingo, na Biblioteca da Fundação de Serralves, no Porto.

Compositor Vasco Mendonça apresenta álbum com ensemble Drumming GP
Notícias ao Minuto

21:33 - 26/11/22 por Lusa

Cultura Porto

"Este álbum é um registo de uma história de grande cumplicidade entre mim e os Drumming", disse Vasco Mendonça em entrevista à agência Lusa. "Miquel Bernat, diretor artístico dos Drumming, convidou-me há dois anos para ser compositor residente deles e, no final, fazia sentido fazer um registo, um álbum com algumas das obras, não todas, que compus durante a residência".

Na sessão de lançamento, no domingo, Vasco Mendonça e Miquel Bernat vão conversar sobre o contexto e o processo de criação deste projeto. "Vai haver também oportunidade para a audição comentada de algumas peças do disco, e ainda uma surpresa tecnológica com a assinatura da Digitópia/Casa da Música".

O álbum tem quatro obras, "um quinteto, que foi uma encomenda dos Drumming, um duo e um solo, que foram também encomendas deles, e uma peça, por proposta minha, que é uma peça invulgar, para quarteto de percussão e voz, a de contratenor", explicou o compositor à Lusa.

Em 'American Settings', a peça para percussão e contratenor, o compositor utilizou textos de poetas norte-americanos "sobre a realidade dos dias de hoje", nos Estados Unidos.

Um dos poetas é Terrance Hayes, autor de 'American Sonnets for My Past and Future Assassin', vencedor do prémio Bobbit, outro é Tracy K. Smith, vencedora do Prémio Pulitzer por "Life on Mars", ambos atentos às questões sociais, de racismo e de neocolonialismo, na sociedade contemporânea.

Para a revista The New Yorker, Tracy K. Smith "é uma contadora de histórias que gosta de explorar como o corpo pode responder ao amor, à família, à História".

Vasco Mendonça realçou "o genial" Terrance Hayes, afro-americano de 51 anos "que, nas eleições [presidenciais] norte-americanas [de 2016] escreveu uma série de sonetos dedicados à vitória de Donald Trump", nos quais "o assassino" toma muitas formas, num alerta ao perigo constante colocado às sociedades, às populações e à comunidade negra, em particular.

Para Vasco Mendonça, a escrita de Hayes "é uma espécie de espelho, como nenhum artigo de opinião faz, do que é a sociedade norte-americana e que nos deixa perplexos". "O mundo americano, a América é uma espécie de idílio e apocalipse sem nada no meio; é uma terra de excessos. Por um lado há a 'pastoral americana' da possibilidade, da perspetiva do futuro e, por outro lado, há uma violência intrínseca à sociedade; esta combinação dos dois é quase esquizofrénica".

Sobre a inspiração para compor, Vasco Mendonça disse à Lusa que "vem de todo o lado". "O ato criativo é um ato de expressão pessoal, é um ato de comunicação com um interlocutor, na esperança que se possa estabelecer uma relação qualquer, que possamos emocionar ou tocar o nosso interlocutor", disse. "Talvez tenha esse caráter mais contemplativo, mas, por outro lado, e neste disco dos Drumming, há uma certa urgência em que esta música faça parte deste tempo".

Vasco Mendonça tem trabalhado, essencialmente, num contexto internacional. A sua primeira ópera, "The House Taken Over", estreou-se no Festival d'Aix-en-Provence em 2014, e fez uma digressão europeia extensa, que passou por França, Bélgica, Luxemburgo e Lisboa.

Em 2017, o compositor apresentou uma nova produção da mesma ópera no National Sawdust, em Nova Iorque. Ainda nesse ano, estreou a ópera, 'Bosch Beach', uma encomenda da Bosch 500 Foundation, dos Países Baixos, dedicada ao quinto aniversário do pintor flamengo Hieronymous Bosch, tendo realizado uma digressão por palcos neerlandeses, belgas, alemães e portugueses.

Também em 2017 estreou nos Estados Unidos a sua peça de música de câmara 'Fight, Flight, Freeze', no Peter Jay Sharp Theatre, no Lincoln Center, em Nova Iorque.

O compositor tem previsto este ano, além da edição de 'Play Off', a apresentação, também no Porto, em dezembro, da ópera infantil 'O Lobo, a Menina e o Caçador', com libreto do escritor Gonçalo M. Tavares.

A digressão europeia da peça para violino 'Box of Darkness' (2021), a estreia da versão orquestral de "American Settings", no Rolex Arts Weekend, em Atenas, uma colaboração com a realizadora de origem mongol Lkhagvadulam Purev-Ochir e uma produção audiovisual coproduzido pelos canais Mezzo, RTP2 e a plataforma Medici.tv são outros projetos que envolvem o compositor.

O álbum 'Play Off' é apresentado no domingo, às 17h, na Biblioteca da Fundação de Serralves, no Porto.

Leia Também: PR lembra Maria de Lourdes Resende como "a voz de um tempo"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório