Meteorologia

  • 08 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Museu do Oriente e Convento da Arrábida encerrados até 4 de abril

O Museu do Oriente, em Lisboa, e o Convento da Arrábida, em Setúbal, estão encerrados até 04 de abril, altura em que a medida será reavaliada, anunciou hoje a fundação que tutela as instituições.

Museu do Oriente e Convento da Arrábida encerrados até 4 de abril

"O Conselho de Administração da Fundação Oriente, de acordo com o seu plano de contingência face à pandemia de coronavírus, decidiu encerrar ao público o Museu do Oriente e o Convento da Arrábida até dia 04 de abril", lê-se no comunicado da instituição hoje divulgado.

O Museu do Oriente, além da mostra permanente, tem montadas as exposições "A Ópera Chinesa", a partir da coleção Kwok On, que deverá ficar até 30 de novembro, "Um Mundo de Porcelana Chinesa", sobre núcleo de 130 peças do século XVII do acervo do museu relativo à "Presença Portuguesa na Ásia", patente até ao fim do ano, e "Weaving (The) Cosmos", concebida pela artista e designer Fukuko Ando, com data de encerramento marcada para 10 de maio.

"A medida agora anunciada será reavaliada em função da evolução da epidemia da Covid-19", conclui a Fundação Oriente.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje número de casos confirmados de infeção para 448, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país.

Dos casos confirmados, 242 estão a recuperar em casa e 206 estão internados, 17 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

O boletim divulgado pela DGS assinala 4.030 casos suspeitos até hoje, dos quais 323 aguardavam resultado laboratorial.

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

De acordo com o boletim, há 6.852 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Atualmente, há 19 cadeias de transmissão ativas em Portugal, mais uma do que no domingo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, convocou uma reunião do Conselho de Estado para quarta-feira, para discutir a eventual decisão de decretar o estado de emergência.

Portugal está em estado de alerta desde sexta-feira, e o Governo colocou os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Entre as medidas para conter a pandemia, o Governo suspendeu as atividades letivas presenciais em todas as escolas desde segunda-feira, e impôs restrições em estabelecimentos comerciais e transportes, entre outras.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório