Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2020
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 16º

Edição

Reedição de Herberto Helder entre as novidades da Porto Editora

A edição de um novo livro de contos de Mário de Carvalho e a reedição d''Apresentação do Rosto', publicado por Herberto Helder em 1968, com alterações feitas pelo autor, são algumas das novidades da temporada da Porto Editora.

Reedição de Herberto Helder entre as novidades da Porto Editora
Notícias ao Minuto

08:53 - 09/01/20 por Lusa

Cultura Literatura

O livro de contos de Mário de Carvalho intitula-se 'Epítome de Pecados e Tentações' e dá continuidade à publicação da obra completa do escritor, nesta editora, desde 2012.

As diferentes chancelas da Porto Editora apresentaram hoje, em Lisboa, os mais de 90 títulos a publicar e distribuir no primeiro semestre deste ano, que também incluem títulos como 'Textos Dramáticos e Pictopoemas', de Mário Cesariny de Vasconcelos, e a "Poesia Completa" de Maria Alberta Menéres e de Luís Miguel Nava.

No ano em que se assinala o centenário do nascimento de Ruben A., a Assírio & Alvim vai publicar novas edições de 'Silêncio para 4' e 'O Mundo à Minha Procura', autobiografia do autor agora reunida num único volume.

A Livros do Brasil, por seu turno, publica em maio "A Torre da Barbela", originalmente editado em 1964 e que valeu a Ruben A. o Prémio Ricardo Malheiros, da Academia de Ciências de Lisboa.

Cláudia Gomes, um dos responsáveis pela área literária da Porto Editora, anunciou a publicação d''O Diário', de Renia Spiegel, que apontou como "um poderoso testemunho" da II Guerra Mundial e dos "horrores do Holocausto", que esteve mais de 70 anos fechado no cofre de um banco.

Renia Spiegel foi uma jovem judia polaca, fuzilada pelas tropas alemãs em julho de 1942, aos 15 anos. A últina entrada do seu Diário foi escrita pelo namorado, Zygmunt, que o entregou à família que conseguiu fugir para os Estados Unidos. A publicação da obra deve-se a sua irmã, atualmente com 89 anos.

Pela Ideias de Ler, chancela especializada em títulos de não-ficção, sairá um livro de Bill Gates, dedicado às alterações climáticas e às urgentes mudanças necessárias, "How to Avoid a Climate Disaster", que sairá em junho, quando for publicados nos Estados Unidos.

Da sua mulher, Melinda Gates, é publicado este mês "Ganhar Asas e Voar", sobre experiências de mulheres na luta pela igualdade, que aborda situações como o casamento infantil e a impossibilidade de acesso ao ensino.

Na área da não-ficção será publicado em março, pela Livros do Brasil, "Andanças com Heródoto", de Ryszard Kapuscinski, jornalista polaco que em 2007 recebeu o Prémio Príncipe das Astúrias de Comunicação e Humanidades. A obra teve uma primeira publicação portuguesa em 2007, na antiga editora Campo das Letras.

'Deixa-te de mentiras', de Philippe Besson, autor distinguido em 2001 com o Prémio Emmanuel-Roblès, vai ser publicado pela Sextante, que anunciou a vinda do autor francês de 52 anos, a Lisboa, no mês de fevereiro.

A obra relata o caso de amor homossexual vivido pelo autor no final da adolescência. Sobre o romance, a editora refere "o erotismo e a ternura de um primeiro amor e a dor da perda e da passagem do tempo".

De Bruno Bimbi é publicado pela Sextante, em Abril, "O Fim do Armário", um livro "contra o preconceito homofóbico". O autor argentino relata da realidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgéneros) na América do Sul. A edição portuguesa inclui um capítulo dedicado à realidade brasileira. Atualmente, Bimbi vive Barcelona, Espanha, com um ex-deputado brasileiro, que voluntariamente saiu do Brasil, depois da vitória de Jair Bolsonaro, para a presidência do país.

A Livros do Brasil conta ainda editar "Os Anos", de Annie Ernaux, título finalista do Prémio Man Booker Internacional, no ano passado.

A francesa Annie Ernaux, de 79 anos, iniciou a carreira literária em 1974 com um romance e cariz autobiográfico, "Armoires Vides", e, em 1984, recebeu o Prémio Renaudot pelo livro "La Place" ("Um Lugar", Fragmentos, 1987). Ainda neste semestre, também desta autora francesa, será reeditado "Uma Paixão Simples", obra publicada na década de 1990 pela Livros do Brasil, que também editou, em 2000, "Um Lugar ao Sol" e "Uma Mulher".

A Livros do Brasil vai ainda reeditar títulos de Eça de Queirós, designadamente 'A Relíquia', 'O Mandarim' e 'O Crime do Padre Amaro'.

Entre clássicos da Língua Portuguesa, a Livros do Brasil publica, este mês, 'Uma Abelha na Chuva', de Carlos de Oliveira, e 'Uma Família Inglesa', de Júlio Dinis.

Esta chancela prosseguirá ainda a edição de títulos da coleção Vampiro, designadamente "A Caixa Vermelha", de Rex Stout, "Perdeu-se Uma Mulher", de Raymond Chandler, e "O Crime do Dragão", de S.S. van Dine.

Em junho, encerra a trilogia 'Rosa-Crucificação' de Henry Miller com a edição do título 'Nexus', da qual publicou anteriormente 'Plexus' e 'Sexus'.

Na coleção 'Dois Mundos', a chancela Livros do Brasil publica ainda uma nova edição, com uma tradução renovada, de 'O Breve Reinado de Pepino IV', de John Steinbeck, originalmente editado em 1957 e que, segundo a editora, "é a sua única obra de verdadeira sátira política".

Em fevereiro a chancela própria da Porto Editora publica "Chuva Miúda", de Luís Landero, autor espanhol de Badajoz que se estreou em 1989 com "Jogos da Idade Tardia", com o qual arrebatou o Prémio da Crítica Espanhola e o Prémio Nacional da Narrativa em 1990.

Outro autor espanhol é a madrilena Rosa Montero, de quem é publicado, também em fevereiro, 'Os Tempos de Ódio', cuja ação decorre durante a Guerra Civil de Espanha (1936-1939).

Da espanhola Almudena Grande é editado em maio, 'Os Pacientes do Doutor Garcia', cuja ação narrativa decorre com Francisco Franco no poder, e relata a história de um médico que vive sob falsa identidade que o livrara de ser fuzilado pela tropas nacionalistas de Franco.

A Sextante, por seu turno, publica 'O Rei Recebe', do espanhol Eduardo Mendoza, romance que tem como pano de fundo a Espanha de 1968, e o protagonista é um jornalista, Rufo Batalla, encarregado da reportagem do casamento de um príncipe exilado.

Pela primeira vez, traduzido diretamente do sueco e em versão integral, é publicado, também pela Sextante, em fevereiro, "A Maravilhosa Viagem de Nils Holgersson através da Suécia", de Selma Lagerlöf.

Em março, a Porto Editora lançará "O General do Exército Morto", romance que deu a conhecer o autor albanês Ismail Kadaré. A obra narra a missão de um general italiano encarregado, 20 anos após o fim da a II Guerra Mundial (1939-1945), de resgatar os soldados italianos mortos na Albânia, onde encontra um general alemão a cumprir de idêntica missão.

Do brasileiro Rubem Fonseca é publicado 'O Doente Molière', que ficciona a morte do dramaturgo francês, por envenenamento, após representar a sua peça "O Doente Imaginário".

A Assírio & Alvim publica, em abril, nova tradução de 'Vida de Lazarinho de Tormes'(também conhecido como 'Vida de Lasarilho de Tormes'), de autor anónimo, obra em estilo epistolar, publicada em 1554, pela primeira vez, e que é apontada como precursora do "romance picaresco", anticlerical e com críticas à aristocracia.

Nesta chancela é publicado, com tradução revista, 'O Marinheiro que Perdeu as Graças do Mar', do japonês Yukio Mishima, que se suicidou há quase 50 anos, em 25 de novembro de 1970.

A chancela própria da Porto Editora também edita este mês o segundo romance de Ricardo Fonseca Mota, que em 2015 venceu o Prémio Agustina Bessa-Luís. Desta feita, deste autor, nascido em Sintra, em 1987, é editado 'As Aves Não Têm Céu'.

Outro autor português a editar em maio é Jacinto Lucas Pires, 'Oração a que Faltam os Joelhos', cuja protagonista é Cátia, filha de emigrantes portugueses nos Estados Unidos, em férias no Minho.

De Inês Pedrosa é reeditado 'A Eternidade do Desejo', em maio. De António Mega Ferreira, também na Porto Editora, é publicado 'Mais de Mil Palavras'.

Da lista de novidades hoje apresentada constam ainda 'A Cozinheira de Castanar', de Fernando J. Múñez, 'Mulheres que compram flores', de Vanessa Montfort, 'Serei sempre o Teu Abrigo', de Valter Hugo Mãe, um conto dedicado à fragilidade dos avós, 'Soldados de Salamina', de Javier Cuencas e Juan Pablo García, e 'O Caso Mental Português', de Fernando Pessoa, editado pela primeira vez em 1932, mas esta edição inclui dois textos inéditos.

Na área da Poesia, será publicado, do artista plástico e escritor japonês Yosa Buson, 'Os Quatro Rostos do Mundo', antologia organizada pelos seus discípulos, e ainda a 'Poesia Completa', de Maria Alberta Menéres, de Garcilaso de la Vega e a de Luís Miguel Nava.

Em abril, pela Assírio & Alvim, sai 'Antologia Dialogante da Poesia Portuguesa', numa organização de Rosa Maria Martelo, e também 'Textos Dramáticos e Pictopoemas', de Mário Cesariny de Vasconcelos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório