Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2020
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Novo EP de Héber Marques é "uma autobiografia de alma"

O vocalista dos HMB esteve à conversa com o Notícias ao Minuto para a falar do seu novo trabalho a solo o ‘Amanhã’.

Novo EP de Héber Marques é "uma autobiografia de alma"
Notícias ao Minuto

10:20 - 05/12/19 por Natacha Nunes Costa 

Cultura Héber Marques

Uma autobiografia de alma em que no vértice das canções há sempre uma mensagem de esperança”, é assim que Héber Marques começa por descrever, ao Notícias ao Minuto, o seu novo EP ‘Amanhã’, lançado no passado dia 29 de novembro e já presente em todas as plataformas online.

Numa conversa, realizada por e-mail, o músico revelou que este é um disco muito pessoal, com “composições simples e honestas. Sem muita produção e efeitos”, onde tentou preservar a essência de onde elas surgiram, ou seja, da sua guitarra e voz.

Algo diferente do que faz com a banda HMB, onde é vocalista, e dos outros três álbuns que lançou a solo - ‘Motivações’ (2006), ‘Mais perto’ (2008) e ‘O Teu Nome’ (2016) – de música gospel.

“Tenho necessidade de sair da caixa. Talvez nem tanto da caixa na perspetiva de inovação, porque não tenho esse tipo de vaidade, mas tenho uma insatisfação crónica que não me dá sossego. Talvez por ser um criador hiperativo e com fome de novidade. Só sei criar assim... parece que procuro o desconforto para progredir”, explica.

Apesar do lançamento do seu novo EP a solo, Héber garante que continua a trabalhar “com imenso fulgor” com os HMB e que os concertos de ambos os projetos não entram em conflito.

“Nos outros discos a solo não houve qualquer tipo de conflito e acredito que neste também não haverá. Tenho uma equipa super organizada. Estar a solo é mais libertador em algumas coisas mas mais solitário noutras só que há trajetos e projetos que tenho de fazer sozinho e este disco é isso mesmo. Mas continuo a trabalhar com imenso fulgor em HMB porque é também um contexto que preciso para poder extravasar o que não consigo sozinho”, confessa.

Héber falou ainda do single ‘Amor Perfeito’ que escreveu para a fadista Marisa, mas que surge agora, no EP ‘Amanhã’, com uma versão sua, na sua voz. A letra, sublinha, foi inspirada na sua “multiculturalidade” e num amor que transcende barreiras.

“Inspirei-me na minha multiculturalidade. Tenho o privilégio de ter um pouco de várias raízes: Portugal, Angola, Cabo Verde. Juntei isso a uma mensagem que acredito que deve ser passada de geração em geração, que é a mensagem de amor. Esta canção não fala de um amor ‘Eros’ mas sim de um amor que transcendente todas essas barreiras de cor, raça, género e etc. É uma questão que deixo no ar. Pode ser interpretada como retórica ou não mas cabe a quem ouve decidir”, conta.

Se ficou curioso com o novo EP de Héber Marques saiba que a apresentação de ‘Amanhã’ realiza-se no próximo domingo, dia 8 de dezembro, às 17h00, na FNAC do Colombo, em Lisboa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório