Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

Edição

Imobiliário Habitação Portugueses sentem-se mais felizes e...

Portugueses sentem-se mais felizes em relação à sua casa, revela estudo

Cerca de 33% dos portugueses estão mais positivos em relação à sua habitação este ano do que em 2020. Destes, 38% viram o seu bem-estar mental melhorar. Contudo, aqueles que já estavam infelizes em casa, mostraram mais constrangimentos na sua saúde mental. 

Portugueses sentem-se mais felizes em relação à sua casa, revela estudo

Em 2021, verificou-se que 33% dos portugueses sentiram-se mais positivos em relação à sua casa, face ao ano anterior. Destes, cerca de 38% viram o seu bem-estar mental melhorar. Ainda assim, aqueles que já estavam infelizes em casa, mostraram mais constrangimentos na sua saúde mental. 

Estas conclusões surgem na oitava edição do estudo 'A Vida em Casa', elaborado pela IKEA, que revela como a casa influenciou o bem-estar e a saúde mental em todo o mundo, durante a pandemia.

Este relatório, que contou com a participação de mais de 34 mil pessoas, de 34 países diferentes, revela que as pessoas sentem-se mais positivas em relação à sua habitação atualmente, do que há 12 meses atrás. Porém, quase um terço dos participantes portugueses refere que o seu bem-estar mental foi impactado negativamente durante o último ano.

Depois de 12 meses, em que 27% dos participantes a nível global afirmou que a sua saúde mental sofreu, as casas e o bem-estar mental tornaram-se mais intimamente ligados do que nunca, revela a IKEA.

“Uma abordagem equilibrada ao nosso bem-estar mental ajuda-nos a tirar o máximo proveito da vida. E na IKEA, acreditamos que começa em casa”, afirma Cátia Carvalho, Home Furnishing & Retail Design Manager da IKEA Portugal. 

Segundo o mesmo estudo, a que o Notícias ao Minuto teve acesso, em Portugal, 43% dos inquiridos revela que as suas relações com a família direta melhoraram durante o mesmo período e 35% considera (mesmo) que estar perto da família e amigos é um dos aspetos mais importantes quando pensa na casa ideal.

No segmento 'Relacionamentos', uma das cinco dimensões do relatório, 36% dos portugueses revelam que as suas relações de amizade foram positivamente impactadas no último ano. Porém, 28% dos portugueses viu as suas amizades afetadas negativamente durante a pandemia (mais 10% do que nos outros países).

Já ao nível global, a casa ideal tornou-se mais limpa, mais verde e mais ágil, faz notar a IKEA. E a vida urbana e as distâncias de deslocação são agora, para os mais de 34 mil participantes, menos importantes do que eram há 12 meses atrás, visto 28% das pessoas querem mais espaço, 27% querem que seja fácil de limpar, e 36% querem um jardim ou varanda privada

Leia Também: Arrenda casa? Saiba por que razão precisa do seguro do recheio

Campo obrigatório