Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Imobiliário Habitação Porto. Primeira pedra do projeto res...

Porto. Primeira pedra do projeto residencial Antas Atrium é lançada hoje

Esta terça-feira, dia 28 de setembro de 2021, irá avançar a primeira fase deste projeto na cidade Invicta que conta com a construção de 169 apartamentos, com tipologias desde T0 ao T4. Mais de 50 imóveis já foram reservados.

Porto. Primeira pedra do projeto residencial Antas Atrium é lançada hoje

A construção da primeira fase do empreendimento residencial Antas Atrium, no Porto, começa hoje. Um ano depois da sua apresentação em outubro de 2020, a primeira pedra do projeto será lançada esta terça-feira, dia 28 de setembro, pelo presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira. De acordo com o comunicado a que o idealista teve acesso, a primeira fase deste projeto na cidade Invicta contará com a construção de 169 apartamentos, com tipologias desde T0 ao T4, tendo mais de 50 já reservadas.

“O Antas Atrium será um condomínio privado, no local antes ocupado pelo Estádio das Antas, num terreno que se encontrava abandonado há mais de 20 anos, numa área nobre da cidade”, revelaram o presidente da Quantico Carlos Vasconcellos e o managing director da Albatross Capital Cristobal de Castro, ambos promotores do projeto.

Terá uma zona comercial de 1.500 m2 e 55 mil abaixo do solo e será “o maior empreendimento residencial do Porto e um dos maiores do país, com mais de 110.000 metros quadrados de construção acima do solo.”

Localizado em parte dos terrenos do Plano de Pormenor das Antas (PPA), o Antas Atrium vai desenvolver-se por fases, sendo que “a primeira fase, com 169 apartamentos, terá tipologias desde T0 ao T4, todas com garagem coberta privativa”. 

De realçar que o empreendimento representa um investimento total de 240 milhões de euros e tem como objetivo colocar no mercado de habitação da cidade do Porto, um total de 1.100 casas novas destinadas a quem procura “uma oferta de qualidade, a preços equilibrados”, tal como referiu Carlos Vasconcellos, em entrevista ao idealista, destacando que o preço médio ronda à volta dos 3.500 euros por m2.

Leia Também: Fuse Valley: Vale tecnológico de Matosinhos poderá abrir portas em 2025

Campo obrigatório