Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2021
Tempo
22º
MIN 16º MÁX 28º

Edição

Imobiliário Habitação 'Porno imobiliário': 78% dos usuário...

'Porno imobiliário': 78% dos usuários do idealista pesquisa casas de luxo

Cerca de 78% dos inquiridos reconhece utilizar a plataforma para sonhar com casas de luxo a preços exorbitantes. São principalmente as mulheres, entre os 36 e 55 anos, que procuram este tipo de conteúdos no idealista.

'Porno imobiliário': 78% dos usuários do idealista pesquisa casas de luxo

Mais de 78% dos utilizadores do idealista confessa que visita a plataforma para pesquisar casas de luxo. Segundo o estudo realizado pelo portal, o Marketplace imobiliário do sul da Europa, enviado ao Notícias ao Minuto, mesmo estando em processo de compra, venda ou arrendamento de uma casa, perto de 80% dos utilizados consome o segmento 'premium' por puro entretenimento. Este é o chamado 'porno imobiliário', lê-se no documento

Segundo o mesmo estudo, são principalmente os adultos que procuram 'porno imobiliário' na plataforma. Do total dos inquiridos que confessa fazê-lo, 44% tem entre 36 e 55 anos e 38% mais de 55 anos. Os jovens de até 25 anos representam apenas 4% dos consumidores e os utilizadores entre os 25 e os 35, representam somente 14% do total.

Por referência ao género, os resultados mostram que são as mulheres que mais consomem 'porno imobiliário', a representar 52% dos inquiridos, em comparação aos homens (47%). Em relação à partilha de conteúdos, 34% revela que envia os resultados das pesquisas, enquanto 16% afirma que partilha este tipo de conteúdos em um ou mais grupos de chat.

De acordo com o idealista, a maioria (93%) reconhece pesquisar casas de luxo no idealista pelo menos uma vez por semana e, destes, cerca de 23% assume mesmo que visualiza estes conteúdos uma vez ao dia e 16% confessa que o faz várias vezes por dia. Apenas 6% dos inquiridos consome uma vez ao mês. 

No que concerne ao tipo de imóvel, a maioria dos portugueses não tem um tipo preferido. Ainda assim, 26% reconhece preferir moradias localizadas junto à praia, seguido por mansões com piscina (21%), casas de campo com grandes terrenos (19%) e 'penthouses' urbanas (15%), faz notar a plataforma.

Também revelaram as suas preferências pelas divisões, sendo que a sala de estar (62%) é uma das preferidas dos inquiridos. A segunda zona da casa que desperta mais interesse é a cozinha (61%), seguida pelo jardim (56%), casa de banho (41%) e piscina (34%).

Por distritos, o de Lisboa concentra a maioria das pesquisas de habitação de luxo por lazer, cerca de 28% dos inquiridos. Seguido pelos distritos do Porto (22%), Faro (13%) e Setúbal (11%). Em sentido inverso, Braga, Santarém e Viana do Castelo despertaram pouco interesse pela 'pornografia imobiliária'.

Leia Também: Portugueses continuam a investir em imobiliário de luxo no país

Campo obrigatório