Meteorologia

  • 31 JULHO 2021
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 23º

Edição

Imobiliário Arrendamento Preço médio de arrendamento inverte ...

Preço médio de arrendamento inverte tendência negativa pela primeira vez

Valor médio de casas para arrendar tem vindo a decrescer continuamente desde meados do ano passado, em Portugal. Mas, em abril, converteu a tendência e registou uma subida de 0,4%.

Preço médio de arrendamento inverte tendência negativa pela primeira vez

Comunicado enviado ao Notícias ao Minuto revela que o valor médio em Portugal tem vindo a cair continuamente desde meados do ano passado, mas que em abril registou um ligeiro aumento de 0,4% face ao mês anterior ao fixar-se nos 991€.

Nesse sentido, o preço médio de arrendamento contraria tendência de queda pela primeira vez desde junho de 2020

Saliente-se que estes dados, disponíveis na plataforma, constam no estudo mais recente do Imovirtual, Portal imobiliário de referência, no qual analisa a evolução dos preços médios anunciados de venda e arrendamento em Portugal. Referem-se ao comparativo de abril com março deste ano e com o período homólogo (abril) do ano passado.

No entanto, comparando a média de preços de arrendamento em abril de 2021 com o período homólogo do ano passado verifica-se uma queda de 12,1%.

Viseu registou, novamente, o maior aumento (+15,8%) no preço médio anunciado em abril deste face a abril de 2021, passando de 426€ para 494€. Vila Real apresenta também um aumento de 9,1% e Guarda de 8%. 

Os distritos que registaram a maior quebra foram Beja (-16,8% de 569€ para 473€), Porto (-14,5% de 1.034€ para 884€) e Setúbal (-13,4% de 890€ para 770€).

Já em relação a março de 2021, Portalegre é o distrito com maior subida (+6,3%) ao passar de 338€ para 360€. Bragança destaca-se também por um crescimento de 4,6% ao passar de 381€ para 398€.

Em sentido inverso, Guarda, Beja e Castelo Branco apresentam quebras percentual do preço médio de -13,5%, - 7,2% e -6%, respetivamente, salienta ainda o mesmo comunicado.

VENDA

O preço médio anunciado em Portugal foi de 352.565€ em abril de 2021. Registando-se, deste modo, um ligeiro decréscimo de -0,4% face ao mês anterior, que registou um preço médio de 354.003€, e de 0,9% em relação a abril de 2020, cujo valor foi de 355.741€.

O distrito que se destaca com o maior aumento em relação a março foi Coimbra com um crescimento de 2,9%. Em segundo lugar temos Braga (+2,2%) e depois surge (+1,9%).

No que respeita às maiores quebras face a março o ranking é composto por Évora (-2,7%), Guarda (-2,7%) e Vila Real (-2,5%).

Na comparação com abril de 2020, o distrito que registou o maior crescimento foi Beja (+14,3%) ao passar de 123.270€ para 140.873€. Aveiro e Braga registaram subidas de +9,2% e +6,3%, respetivamente.

Portalegre (-11,2% de 132.612€ para 117.788€), Guarda (-6% de 122.176€ para 114.867€) e Évora (-4,9% de 212.286€ para 201.872€) foram as regiões com maiores decréscimos no período já referido.

Leia Também: Preço das casas para arrendar desce 0,1% em abril

Campo obrigatório