Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Deslumbrante. Assim ficou o restauro a este Ferrari Testarossa

Officine Fioravanti, empresa com sede na Suíça, não olhou a meios para obter este resultado final.

Deslumbrante. Assim ficou o restauro a este Ferrari Testarossa

Igualzinho ao modelo de 1984, mas com alguns 'pózinhos' a mais. A Officine Fioravanti, empresa suíça, decidiu pegar num Ferrari Testarossa e restaurá-lo da melhor forma possível. O resultado está à vista e merece ser partilhado.

O chassis e o motor foram melhorados, mas na sua grande parte, a Officine Fioravanti quis manter a originalidade exterior do Testarossa. O motor V12 de 4.9 litros a gasolina passou a ter 517 cv de potência, contrastando com os 385 originais, passando o automóvel da casa de Maranello a atingir velocidade de 323 km/h. Com o motor original, o máximo era de 290 km/h.

O sistema de escape, agora em titânio, é novo, tal como o sistema de travagem, que conta com pinças da Brembo, e na parte eletrónica já conta com ABS e controlo de tração. Ainda no exterior, o tamanho das jantes também foi alterado para 17' à frente e 18' atrás.

Quanto ao interior, as mudanças foram mais significativas. Foram aplicados novos estofos em pele e várias peças, originalmente de plástico, foram trocadas por réplicas em metal. A Officine Fioravanti foi também ao pormenor de colocar um telefone retro, mas que é possível emparelhar com qualquer smartphone através de bluetooth.

Fique com as imagens, na fotogaleria acima, do resultado final do restauro a este Ferrari Testarossa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Gosta de automóveis? Toda a informação num clique

Seja a Gasolina, diesel, elétricos, hidrogénio e dicas, acompanhe as mais recentes novidades sobre desporto motorizado

Obrigado por ter ativado as notificações de Auto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório