Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

TikTok quer "combater desinformação eleitoral" e alia-se ao Polígrafo

Rede social tem levado a cabo várias medidas para "proteger a integridade das próximas eleições", que ocorrem a 10 de março.

TikTok quer "combater desinformação eleitoral" e alia-se ao Polígrafo
Notícias ao Minuto

20:33 - 12/02/24 por Notícias ao Minuto

Tech TikTok

A rede social TikTok está a levar a cabo várias medidas para "proteger a integridade das próximas eleições", que ocorrem a 10 de março, como, por exemplo, apenas permitir conteúdo verificado no feed 'Para si' ou informar os internautas, através de rótulos e avisos, de que determinado conteúdo não foi comprovado.

Entre elas está uma parceria com o Polígrafo, "uma organização local acreditada de verificação de factos", para ajudar a "remover de forma consistente e precisa a desinformação sobre as eleições".

Em comunicado, a rede social explica que "por uma questão de precaução, enquanto o conteúdo está a ser verificado ou quando não pode ser comprovado através da verificação de factos, torna-se inelegível para recomendação nos feeds 'Para si'".

"Também informamos os utilizadores sobre conteúdos não comprovados, rotulando-os e pedindo-lhes que reconsiderem antes de partilharem potenciais informações enganosas; também informamos o criador para que saiba que está a criar conteúdos não verificados", lê-se na mesma nota informativa.

'Guia de pesquisa' e restrição de promoção paga de conteúdo político

As medidas que a rede social está a assumir, no entanto, não acabam aí. "Está disponível para a nossa comunidade uma 'guia de pesquisa' onde aqueles que optam por se envolver em conteúdos eleitorais podem aceder a informações fidedignas e recursos em português", anunciou o TikTok, afirmando que "dar acesso a informação fidedigna é uma parte importante" da sua "estratégia global para combater a desinformação sobre as eleições". 

Foram também tomadas medidas "para restringir a promoção paga de conteúdo político no TikTok". "Especificamente, não permitimos a promoção política paga, a publicidade política ou a angariação de fundos por parte de políticos e partidos políticos, incluindo anúncios pagos tradicionais e criadores que recebem compensação para apoiar ou opor-se a um candidato a um cargo", disse a rede social, assegurando ter "políticas robustas em vigor para contas pertencentes a um político ou partido político", restringindo o que "podem fazer no TikTok".

Mais especificamente, será desativado "o seu acesso a funcionalidades de publicidade", para aplicar "de forma mais consistente" a política de publicidade política paga. "Estas contas estão proibidas de aceder a outras funcionalidades de monetização, como ofertas, gorjetas e comércio eletrónico, e não serão elegíveis para o Fundo de Criadores, o que as impedirá de gastar dinheiro para promover o seu conteúdo".

A lista continua, por outro lado, com um maior esforço do TikTok em aplicar as "regras rigorosas contra a desinformação, a violência e o ódio". "A nossa abordagem à integridade das eleições procura equilibrar a liberdade de expressão individual e a troca de ideias cívicas, preservando o TikTok como um local que une em vez de dividir ou induzir em erro", disse a rede social.

Foram removidas "informações erradas sobre processos cívicos e eleitorais, independentemente da intenção", o que inclui "desinformação sobre como votar, como se registar para votar, os requisitos de elegibilidade dos candidatos, os processos de contagem de votos e certificação de eleições e o resultado final de uma eleição".

O TikTok - que diz ter mais de 6.000 pessoas dedicadas à moderação de conteúdos nas línguas da UE - dedica-se ainda a remover "ameaças violentas, incitamento à violência, discurso e comportamento de ódio, promoção de ideologias de ódio e assédio - incluindo assédio contra trabalhadores eleitorais".

Leia Também: Músicas desapareceram dos vídeos do TikTok? Entenda porquê

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório