Meteorologia

  • 03 DEZEMBRO 2022
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 14º

Meta acusada de contornar proteções de privacidade da Apple

A empresa rejeita as acusações e diz que “não têm fundamento”.

Meta acusada de contornar proteções de privacidade da Apple

Um conjunto de utilizadores do Facebook decidiu processar a Meta, acusando a gigante tecnológica de reunir dados ilegalmente ao contornar as proteções de privacidade criadas pela Apple para os respetivos dispositivos.

O App Tracking Transparency foi introduzido em abril de 2021 com a atualização 14.5 do iOS e deu aos utilizadores a opção de impedirem que redes sociais consigam reunir dados sem o autorizarem explicitamente.

Como conta a Bloomberg, a Meta terá perdido milhares de milhões de dólares com esta medida da Apple e, alegadamente, decidiu contorná-la ao reunir dados de sites visitados com o navegador presente dentro das suas aplicações - independentemente de o utilizador ter ou não dado autorização.

Em reação, a Meta enviou um comunicado ao site Ars Technica onde rejeita estas alegações. “Estas alegações não têm fundamento e vamos defender-nos vigorosamente. Desenvolvemos as nossas apps cuidadosamente para que respeitem as escolhas de privacidade dos utilizadores, incluindo a forma como os dados são utilizadores para anúncios”, pode ler-se no comunicado da tecnológica liderada por Mark Zuckerberg.

Leia Também: Donald Trump pode voltar ao Facebook em janeiro de 2023

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório