Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Sacha Baron Cohen critica YouTube por manter vídeos de Trump

O ator e comediante britânico deixou apelos ao CEO da Google e à responsável pelo YouTube.

Sacha Baron Cohen critica YouTube por manter vídeos de Trump

Depois de considerar que a expulsão de Donald Trump do Facebook e do Twitter como “o momento mais importante na história das redes sociais”, o ator e comediante Sacha Baron Cohen reservou algumas críticas para a Google e, em especial, para o YouTube.

“Praticamente todas as empresas de redes sociais removeram o Trump… Exceto o YouTube. O canal de YouTube de Trump ainda mostras vídeos das suas mentiras sobre as eleições a milhões de pessoas. Partilhem e digam à Google, ao [CEO]Sundar Pichai, ao YouTube e à [CEO] Susan Wojcicki - façam o que está certo”, pode ler-se na mais recente publicação de Sacha Baron Cohen na respetiva página de Twitter.

O ator e comediante britânico não é o único a criticar a empresa norte-americana por manter os vídeos de Donald Trump. Os próprios trabalhadores da Google, representados pelo sindicato Alphabet Workers Union, partilharam uma carta onde criticam abertamente o YouTube por não banirem o canal de Trump.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório