Meteorologia

  • 30 MARçO 2020
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 14º

Edição

Cientistas criam novo tipo de ecrã tátil que pode ser dobrado como papel

Os ecrãs táteis do futuro poderão ter a flexibilidade de um jornal, ser dobrados e enrolados, com uma tecnologia desenvolvida por investigadores na Austrália.

Cientistas criam novo tipo de ecrã tátil que pode ser dobrado como papel

A tecnologia consiste num material eletrónico ultrafino e ultraflexível que é cem vezes mais fino do que os ecrãs táteis atuais e pode ser enrolado como um tubo.

A investigação da equipa, liderada por investigadores do Royal Melbourne Institute of Technology, é publicada hoje na revista científica Nature Electronics e consiste num novo material condutor produzido a partir de materiais usados em ecrãs táteis combinados com metal líquido.

O material usado atualmente é transparente, tem boa condutividade, mas é muito frágil, apontou o principal responsável pela equipa, Torben Daeneke, referindo que os cientistas conseguiram transformá-lo de um material com três dimensões para um com duas dimensões, com tecnologia que pode ser replicada "numa cozinha", desde que essa cozinha tenha uma câmara de vácuo.

"Pode dobrar-se, torcer-se e fabricar-se de uma maneira muito mais barata e eficiente", referiu, acrescentando que requer menos 10% de energia para funcionar.

Os cientistas usaram uma liga metálica com índio que é aquecida, derretida e depois derramada sobre uma superfície lisa onde é impressa com lâminas de óxido de índio com a densidade de um átomo.

A equipa conseguiu criar um ecrã tátil funcional e vai agora registar a patente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório